Advanced search options

Advanced Search Options 🞨

Browse by author name (“Author name starts with…”).

Find ETDs with:

in
/  
in
/  
in
/  
in

Written in Published in Earliest date Latest date

Sorted by

Results per page:

Sorted by: relevance · author · university · dateNew search

You searched for subject:(polinizador). Showing records 1 – 3 of 3 total matches.

Search Limiters

Last 2 Years | English Only

No search limiters apply to these results.

▼ Search Limiters

1. Moura, Thaysa Nogueira de. Análise espacial e temporal dos caracteres florais e do sistema de polinização em populações de Calathea altissima (Poepp. & Endl.) Korn. (Marantaceae) ao longo de um gradiente longitudinal na Bacia Amazônica.

Degree: 2017, Universidade Federal do Amazonas

As interações planta-polinizador têm sido usadas extensivamente como sistemas modelo para explorar aspectos básicos da evolução. Uma ideia comumente aceita no estudo da polinização é a de que as plantas tendem a se especializar em certas espécies polinizadoras e, possivelmente, a recíproca também ocorra. Dois princípios fundamentais vêm norteando o entendimento acerca da evolução das interações plantapolinizador específicas: conceito das síndromes de polinização, que constituem categorias de traços florais e recursos associados à atração de polinizadores especializados, e o princípio do polinizador mais importante que estabelece que plantas podem ser polinizadas por diferentes espécies polinizadoras, mas que na verdade apenas o agente polinizador mais importante seria responsável por influenciar a evolução dos traços florais. Paralelamente ao crescente interesse científico sobre o nível de especialização/generalização das interações planta-polinizador, está a constatação empírica de que tais interações sofrem considerável efeito de variação espacial e/ou temporal. Os polinizadores de uma dada espécie podem variar entre diferentes populações, criando um regime de pressão seletiva divergente ao longo da área de distribuição da espécie, levando ao surgimento de um mosaico geográfico de coevolução. Com a variação espacial e/ou temporal dos polinizadores, estes podem ser um importante fator no surgimento de variações geográficas nos traços florais por meio de adaptações locais e o estudo destes sistemas pode ajudar no maior entendimento acerca dos mecanismos promotores de especiação e da evolução. De acordo com as bases teóricas apresentadas, o estudo teve como objetivo principal investigar o sistema de polinização de Calathea altissima (Marantaceae) em três regiões ao longo de um gradiente longitudinal na Amazônia Brasileira distantes entre si 500 km. Especificamente, buscamos responder as seguintes questões: (1) existe variação espacial nas características florais de C. altissima entre as regiões estudadas? (2) existe variação espacial e/ou temporal no sistema de polinização da espécie entre populações e/ou regiões do estudo? A análise geográfica do sistema de polinização revelou a ausência de variação espacial dos traços florais e ausência de variação espacial e temporal dos agentes polinizadores, indicando que o nível de especialização de C. altissima com relação às abelhas Euglossini seria um atributo próprio da espécie e não uma característica variável entre populações.

Plant-pollinator interactions have been used extensively as model systems to explore basic aspects of evolution. A common idea accepted in the study of pollination is that plants tend to specialize in certain pollinators species, and possibly the contrary also occurs. Two fundamental principles have been guiding the understanding of the evolution of specific plant-pollinator interactions: the pollination syndromes concept, which constitute categories of floral traits and resources associated with the attraction of…

Advisors/Committee Members: Webber, Antonio Carlos, 84722622868, http://lattes.cnpq.br/2265583792773370, [email protected].

Subjects/Keywords: interações planta-polinizador; Variação espacial; Variação temporal; CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Moura, T. N. d. (2017). Análise espacial e temporal dos caracteres florais e do sistema de polinização em populações de Calathea altissima (Poepp. & Endl.) Korn. (Marantaceae) ao longo de um gradiente longitudinal na Bacia Amazônica. (Doctoral Dissertation). Universidade Federal do Amazonas. Retrieved from http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5849

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Moura, Thaysa Nogueira de. “Análise espacial e temporal dos caracteres florais e do sistema de polinização em populações de Calathea altissima (Poepp. & Endl.) Korn. (Marantaceae) ao longo de um gradiente longitudinal na Bacia Amazônica.” 2017. Doctoral Dissertation, Universidade Federal do Amazonas. Accessed November 17, 2019. http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5849.

MLA Handbook (7th Edition):

Moura, Thaysa Nogueira de. “Análise espacial e temporal dos caracteres florais e do sistema de polinização em populações de Calathea altissima (Poepp. & Endl.) Korn. (Marantaceae) ao longo de um gradiente longitudinal na Bacia Amazônica.” 2017. Web. 17 Nov 2019.

Vancouver:

Moura TNd. Análise espacial e temporal dos caracteres florais e do sistema de polinização em populações de Calathea altissima (Poepp. & Endl.) Korn. (Marantaceae) ao longo de um gradiente longitudinal na Bacia Amazônica. [Internet] [Doctoral dissertation]. Universidade Federal do Amazonas; 2017. [cited 2019 Nov 17]. Available from: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5849.

Council of Science Editors:

Moura TNd. Análise espacial e temporal dos caracteres florais e do sistema de polinização em populações de Calathea altissima (Poepp. & Endl.) Korn. (Marantaceae) ao longo de um gradiente longitudinal na Bacia Amazônica. [Doctoral Dissertation]. Universidade Federal do Amazonas; 2017. Available from: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5849

2. Ines, Maria Carolina Checchia da. Fenologia e Sucesso Reprodutivo de Psychotria suterella (Rubiaceae): efeitos da disponibilidade de recursos e densidade floral.

Degree: Mestrado, Ecologia: Ecossistemas Terrestres e Aquáticos, 2006, University of São Paulo

Várias podem ser as causas da variação local no sucesso reprodutivo de espécies vegetais, sendo a disponibilidade de recursos abióticos, herbivoria, polinização e dispersão de sementes comumente consideradas. Em espécies distílicas, a variação na disponibilidade de recursos abióticos pode determinar diferenças na quantidade e no período de produção das estruturas reprodutivas, e estas por sua vez podem influenciar a interação planta polinizador, modulando o comportamento de forrageio de visitantes florais. Este trabalho teve como objetivos verificar como alguns fatores poderiam determinar variação na fenologia e no sucesso reprodutivo de Psychotria suterella, uma espécie arbórea distílica comum em florestas no sudeste do Brasil. Os fatores experimentalmente investigados foram água, luz, nutrientes inorgânicos e superfície foliar. Além disto, investigamos a resposta de abelhas Bombus, B. brasiliensis e B. morio, à disponibilidade de recursos florais em quatro escalas espaciais. A variação na oferta de recursos não afetou o padrão temporal sincrônico de emissão de botões e desenvolvimento de flores dos tipos florais de P. suterella, mas condicionou alterações na quantidade das estruturas reprodutivas produzidas de forma distinta em cada tipo floral. Plantas com morfologia floral longistila parecem estar se reproduzindo sob condições ambientais limitantes, em função de responderem positivamente ao aumento na disponibilidade de recursos, enquanto plantas com morfologia floral brevistila parecem estar melhor adaptadas às condições ambientais, uma vez que responderam negativamente a todos os tratamentos. Respostas fisiológicas singulares parecem ser as responsáveis por essas diferenças. Não houve variação no número de flores, energia produzida no néctar das flores e freqüência de visitas a flores e plantas para os tipos florais de P. suterella. A oferta de energia por flor e a freqüência de visitas por flor variaram entre plantas. Bombus morio e Bombus brasiliensis responderam à variação na disponibilidade de recursos florais de P. suterella em escala espacias menores que 5m, visitando com mais freqüência plantas com maior oferta de energia, independente da disponibilidade energética na vizinhança. Porém, a freqüência de visitas média por flor não apresentou relação com a quantidade de recursos florais nas plantas, e não foi influenciada pela densidade de energia nas demais escalas, fato que deve estar relacionado à grande variação na produção de néctar entre as flores dentro de uma mesma planta.

Several factors might cause intrapopulational variation in plant reproductive success, being often mentioned abiotic resource availability, herbivory, pollination and frugivory as possible factors. In distylous species, the variation on abiotic resources availability can determine differences in quantity as well as in the moment of emisssion of reproductive structures. Those structures might influence the plant-pollinator interaction, modeling foraging behaviour of floral visitors. The aims of this study were to identify how…

Advisors/Committee Members: Buzato, Silvana.

Subjects/Keywords: Densidade de recursos florais; Environmental factors; Fatores ambientais; Floral resource density; Interação planta-polinizador; Plant-pollinator interaction; Reprodução; Reproduction

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Ines, M. C. C. d. (2006). Fenologia e Sucesso Reprodutivo de Psychotria suterella (Rubiaceae): efeitos da disponibilidade de recursos e densidade floral. (Masters Thesis). University of São Paulo. Retrieved from http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41134/tde-15082007-150943/ ;

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Ines, Maria Carolina Checchia da. “Fenologia e Sucesso Reprodutivo de Psychotria suterella (Rubiaceae): efeitos da disponibilidade de recursos e densidade floral.” 2006. Masters Thesis, University of São Paulo. Accessed November 17, 2019. http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41134/tde-15082007-150943/ ;.

MLA Handbook (7th Edition):

Ines, Maria Carolina Checchia da. “Fenologia e Sucesso Reprodutivo de Psychotria suterella (Rubiaceae): efeitos da disponibilidade de recursos e densidade floral.” 2006. Web. 17 Nov 2019.

Vancouver:

Ines MCCd. Fenologia e Sucesso Reprodutivo de Psychotria suterella (Rubiaceae): efeitos da disponibilidade de recursos e densidade floral. [Internet] [Masters thesis]. University of São Paulo; 2006. [cited 2019 Nov 17]. Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41134/tde-15082007-150943/ ;.

Council of Science Editors:

Ines MCCd. Fenologia e Sucesso Reprodutivo de Psychotria suterella (Rubiaceae): efeitos da disponibilidade de recursos e densidade floral. [Masters Thesis]. University of São Paulo; 2006. Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41134/tde-15082007-150943/ ;

3. Braga, Katia Sampaio Malagodi. Estudo de agentes polinizadores em cultura de morango (Fragaria x ananassa Duchesne - Rosaceae).

Degree: PhD, Ecologia: Ecossistemas Terrestres e Aquáticos, 2002, University of São Paulo

Os objetivos deste estudo foram: avaliar a fauna de polinizadores potenciais do morangueiro em campos de produçaõ comercial; verificar a contribuição de diversos agentes de polinização na produtividade do morangueiro, conhecendo a biologia floral e reprodutiva dos cultivares mais utilizados para o plantio; testar, em cultivo fechado (estufa), diversas espécies de Meliponini (abelhas sem ferrão)como polinizador do morangueiro, avaliando a sua adaptação ao cultivo e sua efetividade nesta cultura. Os resultados obtidos revelaram que as flores do dos cultivares "Sweet Charlie" e "Oso Grande" necessitam de um polinizador para a produção de frutos sem deformação pois a morfologia de suas flores e o amadurecimento de suas estruturas reprodutivas não favorecem a ocorrência da autopolinização, nem a distribuição homogênea do pólen pelos estigmas da flor, resultando em frutos deformados que não alcançam o seu potencial máximo de desenvolvimento. A abelha jataí (Tetragonisca angustula) adaptou-se bem ás condições do cultivo fechado (estufa) e mostrou-se efetiva na polinização do morangueiro, resultando em frutos mais pesados e em uma porcentagem mais elevada de frutos bem formados.

The aims of this study were: to investigate potencial pollinators of strawberry crops in commercial fields; to verify the contribution of several pollination agents on strawberry productivity, studying the floral and reproductive biology of some commercial cultivars; to evaluate the possibility of the rational use of stingless bees in strawberry pollination inside greenhouses. The results showed that the floral morphology of "Sweet Charlie" and Oso Grande" cultivars and the maturation pattern of their stamens and pistils nor favour the occurrence of self pollination neither the regular pollen distribuction among stigmata, yielding deformed fruits that don´t complete their development. Therefore these cultivars need pollinators to commercial production. Tetragonisca angustula (Apinae, Meliponini)was remarkable for its relatively quick adaptation inside greenhouses and for its effectivity as strawberry pollinator, resulting in heavier berries and high percentage of marketable fruits.

Advisors/Committee Members: Kleinert, Astrid de Matos Peixoto.

Subjects/Keywords: abelhas sem ferrão; cultura do morango; estufas; Fragaria x ananassa; Fragaria x ananassa; greenhouses; jataí; jataí; Meliponini; Meliponini; polinização; polinizador; pollination; pollinator; stingless bees; strawberry crop

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Braga, K. S. M. (2002). Estudo de agentes polinizadores em cultura de morango (Fragaria x ananassa Duchesne - Rosaceae). (Doctoral Dissertation). University of São Paulo. Retrieved from http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41134/tde-27092004-164949/ ;

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Braga, Katia Sampaio Malagodi. “Estudo de agentes polinizadores em cultura de morango (Fragaria x ananassa Duchesne - Rosaceae).” 2002. Doctoral Dissertation, University of São Paulo. Accessed November 17, 2019. http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41134/tde-27092004-164949/ ;.

MLA Handbook (7th Edition):

Braga, Katia Sampaio Malagodi. “Estudo de agentes polinizadores em cultura de morango (Fragaria x ananassa Duchesne - Rosaceae).” 2002. Web. 17 Nov 2019.

Vancouver:

Braga KSM. Estudo de agentes polinizadores em cultura de morango (Fragaria x ananassa Duchesne - Rosaceae). [Internet] [Doctoral dissertation]. University of São Paulo; 2002. [cited 2019 Nov 17]. Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41134/tde-27092004-164949/ ;.

Council of Science Editors:

Braga KSM. Estudo de agentes polinizadores em cultura de morango (Fragaria x ananassa Duchesne - Rosaceae). [Doctoral Dissertation]. University of São Paulo; 2002. Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41134/tde-27092004-164949/ ;

.