Advanced search options

Advanced Search Options 🞨

Browse by author name (“Author name starts with…”).

Find ETDs with:

in
/  
in
/  
in
/  
in

Written in Published in Earliest date Latest date

Sorted by

Results per page:

Sorted by: relevance · author · university · dateNew search

You searched for subject:(Tuberculose multirresistente Tratamento). Showing records 1 – 3 of 3 total matches.

Search Limiters

Last 2 Years | English Only

No search limiters apply to these results.

▼ Search Limiters

1. Gomes, Rita Daniela Matos. Tuberculose multirresistente.

Degree: 2008, Universidade da Beira Interior

A emergência do Mycobacterium tuberculosis resistente aos antibacilares de primeira linha, constitui um problema de saúde pública mundial de extrema importância. A tuberculose multirresistente, definida por resistência pelo menos à isoniazida e à rifampicina, representa um desafio aos programas de controlo da tuberculose, uma vez que o tratamento de tais casos é complexo, com recurso a fármacos de segunda linha, mais dispendioso e frequentemente com menos sucesso que o tratamento de estirpes sensíveis. A cirurgia tem um papel adjuvante em pacientes seleccionados. Portugal, apesar de ter vindo a registar na última década, uma diminuição acentuada da prevalência da tuberculose multirresistente, continua com uma das taxas mais elevada da Europa Ocidental. Embora alguns estudos sugiram uma associação entre a tuberculose multirresistente e a infecção por VIH, a convergência destas duas epidemias não está claramente explicada. Contudo, muitos factores podem contribuir para um risco mais elevado de tuberculose multirresistente nos pacientes infectados com VIH. A sua prevenção através de um Programa de Luta Contra a Tuberculose é de grande importância. Para tal, é necessário dotar as estruturas de saúde com recursos humanos, laboratoriais e financeiros e um compromisso político de forma a garantir um correcto funcionamento do Plano Nacional de Luta contra a Tuberculose. Actualmente, decorrem vários estudos para o desenvolvimento de novos fármacos para o tratamento da tuberculose e de novos sistemas de transporte dos antibacilares.

The outbreak of Mycobacterium tuberculosis, resistant to first line antituberculosis drugs, is considered a worldwide public health threat of utmost importance. Multidrug-resistant tuberculosis, defined as resistance at least to isoniazid and rifampicin, represents a challenge to tuberculosis control programmes due to the complexity of the treatment in such cases, recurring to second line drugs, by far more expensive and often less successful than the treatment of sensitive strains. Surgery has a helpful role in selected patients. Despite the outstanding decrease in the prevalence of multidrug-resistant tuberculosis during the last decade in Portugal, drug resistance in this country is still one of the highest in Western Europe. Although some studies have referred to the existence of a close relationship between multidrug-resistant tuberculosis and HIV infection, the convergence of both epidemics is not clearly explained. Many factors can contribute to a higher risk of multidrug-resistant tuberculosis in patient infected with HIV. A National Tuberculosis Control Programme is of vital importance for effective prevention. Therefore, health service and institutions must be provided with laboratorial, financial and health human resources, in addition to a political commitment that assures the correct development and functioning of the National Tuberculosis Control Programme. Several studies are currently being held aiming at developing new drugs in the treatment of tuberculosis and new delivery…

Advisors/Committee Members: Valente, Maria de Jesus Beirão.

Subjects/Keywords: Tuberculose; Tuberculose multirresistente; Tuberculose multirresistente - Infecção HIV; Tuberculose multirresistente - Prevenção; Tuberculose multirresistente - Tratamento

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Gomes, R. D. M. (2008). Tuberculose multirresistente. (Thesis). Universidade da Beira Interior. Retrieved from http://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:ubibliorum.ubi.pt:10400.6/794

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Gomes, Rita Daniela Matos. “Tuberculose multirresistente.” 2008. Thesis, Universidade da Beira Interior. Accessed June 15, 2019. http://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:ubibliorum.ubi.pt:10400.6/794.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

MLA Handbook (7th Edition):

Gomes, Rita Daniela Matos. “Tuberculose multirresistente.” 2008. Web. 15 Jun 2019.

Vancouver:

Gomes RDM. Tuberculose multirresistente. [Internet] [Thesis]. Universidade da Beira Interior; 2008. [cited 2019 Jun 15]. Available from: http://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:ubibliorum.ubi.pt:10400.6/794.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Council of Science Editors:

Gomes RDM. Tuberculose multirresistente. [Thesis]. Universidade da Beira Interior; 2008. Available from: http://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:ubibliorum.ubi.pt:10400.6/794

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation


Universidade de Lisboa

2. Órfão, Ana Cristina Nogueira. Tuberculose multirresistente : a realidade atual.

Degree: 2017, Universidade de Lisboa

Trabalho Final do Curso de Mestrado Integrado em Medicina, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2017

O surgimento de estirpes de Mycobacterium tuberculosis (M. tuberculosis) multirresistentes tem vindo a ameaçar o controlo global da tuberculose (TB). Entre os diversos fatores de risco para resistência, o tratamento prévio para a TB com duração superior a 1 mês é o mais importante. A crescente proporção de tuberculose multirresistente (TB-MR) entre os novos doentes sugere transmissão ativa. A melhor forma de prevenir a transmissão de M. tuberculosis, bem como a seleção de linhagens com maior resistência, é o diagnóstico imediato, utilizando métodos fenotípicos ou genotípicos, e o início de um tratamento eficaz e de qualidade garantida. Esforços para incrementar a disponibilidade do teste de sensibilidade aos antibacilares (TSA), a principal barreira ao nível do diagnóstico, devem ser o primeiro passo para melhorar o tratamento. O tratamento atual da TB-MR é longo e afetado por uma elevada frequência de eventos adversos farmacológicos, adesão subótima, baixas taxas de sucesso e custos elevados. Recentemente, foram avaliados regimes de tratamento mais curtos, baseados numa combinação de fármacos eficazes de segunda linha, que mostraram resultados muito promissores. Uma redução significativa dos custos e uma maior taxa de adesão estão entre as principais vantagens destes regimes. A disponibilidade de um TSA de segunda linha permite oferecer um regime de tratamento individualizado de acordo com o padrão de resistência do doente, o qual é preferível em relação ao uso de esquemas padronizados. A necessidade de melhorar o tratamento da TB-MR tem levado a um aumento do investimento na investigação de novos fármacos e, recentemente, dois novos fármacos, bedaquilina e delamanid, foram aprovados. Como adjuvante da terapêutica farmacológica, a resseção pulmonar parcial eletiva deve ser considerada se a terapêutica farmacológica por si só não puder garantir a cura e quando forem cumpridos critérios específicos. O presente trabalho visa abordar, sucintamente, as diferentes problemáticas relacionadas com a TB-MR, nomeadamente a epidemiologia a nível mundial e em Portugal, o diagnóstico, a prevenção e o tratamento da TB-MR.

The emergence of multiresistant Mycobacterium tuberculosis (M. tuberculosis) strains has threatened global control of tuberculosis (TB), especially in the European region. Among the various risk factors for resistance, previous treatment for tuberculosis over a month is the most important. The increasing proportion of multidrug-resistant tuberculosis (MDR-TB) amongst new patients suggests active transmission. The best way to prevent the transmission of M. tuberculosis, as well as the selection of strains with greater resistance, is the immediate diagnosis, using phenotypic or genotypic methods, and the beginning of an effective and quality treatment. Efforts to increase the availability of drug-susceptibility testing (DST), so far the major diagnosis barrier, is the first step to improve treatment.…

Advisors/Committee Members: Monteiro, Paula Maria Martins.

Subjects/Keywords: Tuberculose multirresistente; Prevenção; Diagnóstico; Tratamento; Pneumologia; Domínio/Área Científica::Ciências Médicas

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Órfão, A. C. N. (2017). Tuberculose multirresistente : a realidade atual. (Thesis). Universidade de Lisboa. Retrieved from https://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:repositorio.ul.pt:10451/30752

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Órfão, Ana Cristina Nogueira. “Tuberculose multirresistente : a realidade atual.” 2017. Thesis, Universidade de Lisboa. Accessed June 15, 2019. https://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:repositorio.ul.pt:10451/30752.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

MLA Handbook (7th Edition):

Órfão, Ana Cristina Nogueira. “Tuberculose multirresistente : a realidade atual.” 2017. Web. 15 Jun 2019.

Vancouver:

Órfão ACN. Tuberculose multirresistente : a realidade atual. [Internet] [Thesis]. Universidade de Lisboa; 2017. [cited 2019 Jun 15]. Available from: https://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:repositorio.ul.pt:10451/30752.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Council of Science Editors:

Órfão ACN. Tuberculose multirresistente : a realidade atual. [Thesis]. Universidade de Lisboa; 2017. Available from: https://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:repositorio.ul.pt:10451/30752

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation


Universidade de Lisboa

3. Rei, Sofia Vieira Matos. Tuberculose multirresistente em idade pediátrica : diagnóstico e tratamento.

Degree: 2017, Universidade de Lisboa

Trabalho Final do Curso de Mestrado Integrado em Medicina, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2017

A tuberculose ainda é uma das doenças infecciosas mais difíceis de tratar, e a segunda principal causa de morte por doença infecciosa em todo o mundo. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estimou que, dos 9 milhões de casos de tuberculose a nível mundial em 2013, 500.000 tinham tuberculose multirresistente (TB-MR). A tuberculose infantil representa 10-15% da prevalência total, mas pouco se sabe sobre a extensão da TB-MR em crianças. Enquanto a investigação científica e clínica para desenvolver melhores intervenções diagnósticas, terapêuticas e preventivas tem-se focado na tuberculose em adultos, a tuberculose infantil tem sido relativamente negligenciada. As crianças apresentam geralmente sintomatologia inespecífica e, devido à natureza paucibacilar da doença e à dificuldade em obter amostras de expectoração, a tuberculose em idade pediátrica é, muitas vezes, difícil de diagnosticar. Além dos métodos de diagnóstico tradicionais, tais como a radiografia de tórax, prova tuberculínica e coloração ou cultura de micobactérias, novas estratégias de diagnóstico têm sido desenvolvidas. O tratamento da TB-MR em crianças é guiado pelos mesmos princípios que nos adultos; contudo, o esquema de tratamento é geralmente empírico e baseado no padrão de susceptibilidade aos fármacos da fonte de contágio. A abordagem terapêutica de crianças com TB-MR é complicada pelo facto de muitos fármacos potencialmente úteis não estarem autorizados para uso pediátrico e não existirem formulações adequadas para crianças nos primeiros anos de vida. Além disso, a maior parte dos fármacos disponíveis apresentam efeitos adversos significativos que devem ser tidos em conta, sobretudo no caso de terapia prolongada. A co-infecção com VIH constitui um desafio particular; requer o início precoce dos antibacilares, que nos colocam vários problemas em termos de interacções medicamentosas e sobreposição de toxicidade com os antirretrovirais.

Tuberculosis is still one of the most difficult infectious diseases to treat, and the second most frequent cause of death due to infectious disease throughout the world. The World Health Organization (WHO) estimated that of 9 million cases of tuberculosis worldwide in 2013, 500.000 had multidrug-resistant tuberculosis (MDR-TB). Childhood tuberculosis is estimated at 10-15% of the total burden, but little is known about the burden of MDR-TB in children. Whereas scientific and clinical research to develop better diagnostic, therapeutic and preventive interventions has focused on tuberculosis in adults, childhood tuberculosis has been relatively neglected. Children usually present with non-specific symptomatology, and because of the paucibacillary nature of disease and the difficulty of producing sputum samples, childhood tuberculosis is often difficult to diagnose. Apart from the traditional diagnostic methods, like chest X-ray, tuberculin skin testing and mycobacterial staining or culture, new diagnostic…

Advisors/Committee Members: Prata, Filipa.

Subjects/Keywords: Tuberculose; Tuberculose multirresistente; Crianças; Diagnóstico; Tratamento; Pediatria; Domínio/Área Científica::Ciências Médicas

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Rei, S. V. M. (2017). Tuberculose multirresistente em idade pediátrica : diagnóstico e tratamento. (Thesis). Universidade de Lisboa. Retrieved from https://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:repositorio.ul.pt:10451/33547

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Rei, Sofia Vieira Matos. “Tuberculose multirresistente em idade pediátrica : diagnóstico e tratamento.” 2017. Thesis, Universidade de Lisboa. Accessed June 15, 2019. https://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:repositorio.ul.pt:10451/33547.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

MLA Handbook (7th Edition):

Rei, Sofia Vieira Matos. “Tuberculose multirresistente em idade pediátrica : diagnóstico e tratamento.” 2017. Web. 15 Jun 2019.

Vancouver:

Rei SVM. Tuberculose multirresistente em idade pediátrica : diagnóstico e tratamento. [Internet] [Thesis]. Universidade de Lisboa; 2017. [cited 2019 Jun 15]. Available from: https://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:repositorio.ul.pt:10451/33547.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Council of Science Editors:

Rei SVM. Tuberculose multirresistente em idade pediátrica : diagnóstico e tratamento. [Thesis]. Universidade de Lisboa; 2017. Available from: https://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:repositorio.ul.pt:10451/33547

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

.