Advanced search options

Advanced Search Options 🞨

Browse by author name (“Author name starts with…”).

Find ETDs with:

in
/  
in
/  
in
/  
in

Written in Published in Earliest date Latest date

Sorted by

Results per page:

Sorted by: relevance · author · university · dateNew search

You searched for subject:(Azeite Teses ). Showing records 1 – 2 of 2 total matches.

Search Limiters

Last 2 Years | English Only

No search limiters apply to these results.

▼ Search Limiters


Universidade de Lisboa

1. Salgado, Vera Mónica Brito, 1990-. Optimization of lipase production from yeasts strains isolated from olive mil wastewater.

Degree: 2015, Universidade de Lisboa

Tese de mestrado. Biologia (Microbiologia Aplicada). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2015

Nas regiões da bacia mediterrânica, o processo de extração de azeite por três fases produz aproximadamente 7 a 30 milhões de metros cúbicos de efluente por ano. O descarte deste efluente, denominado por águas ruças devido à cor escura que apresenta, é um sério problema ambiental. Várias soluções têm sido apresentadas através de propostas para tecnologias de tratamento, no entanto nenhuma delas obteve uma eficácia completa. A maioria dos problemas associados com a poluição das águas ruças é atribuída à sua elevada fração orgânica, composta essencialmente por polissacáridos, açúcares simples, compostos fenólicos, taninos, poliálcoois, proteínas, ácidos orgânicos e lípidos. Parte da toxicidade das águas ruças provém dos seus compostos fenólicos, sendo estes responsáveis por sérios danos biológicos, incluindo a fitotoxicidade. Ragazzi e Veronese (1989) descrevem que os compostos fenólicos tirosol e hidroxitirosol são os principais contribuidores para a atividade antimicrobiana deste efluente. Estas águas têm sido usadas como fertilizante para o crescimento vegetal através de sistemas de espalhamento no solo, contundo o elevado teor em sais minerais e em matéria orgânica (ácidos gordos e polifenóis) é um fator desfavorável para a fertilidade do solo. Apesar das características antimicrobianas apresentadas por este efluente, várias espécies de microrganismos são capazes de sobreviver neste meio, apresentando até uma microbiota moderadamente diversa. Esta microbiota apresenta alguma tolerância, e por vezes resistência, à toxicidade fenólica presente nas águas ruças. Certas espécies, tais como Yarrowia lipolytica, Candida rugosa e Candida cylindracea, conseguem crescer em meios de cultura que contém águas ruças e produzir compostos com interesse comercial como enzimas e ácidos orgânicos. Recentemente, devido ao seu conteúdo lipídico, as águas ruças têm sido propostas como uma fonte alternativa de triacilgliceróis para reduzir o custo da produção de éster metílico de ácido gordo (biodiesel, designado pelo acrónimo inglês FAME - fatty acid methyl ester). Tem sido dedicada especial atenção ao uso de lipases como biocatalizadores no processo de produção de biodiesel, sendo considerado um método mais ecológico. As lipases (triacilglicerol hidrolases, EC 3.1.1.3) são um grupo importante de enzimas com aplicações nas indústrias alimentar, de lacticínios, dos detergentes e farmacêuticas. Podem ser produzidas por animais, plantas ou por microrganismos. As lipases microbianas apresentam certas características, tais como a estabilidade e a seletividade, que fazem com que sejam bastante procuradas e utilizadas pela área industrial. Os microrganismos que as produzem encontram-se geralmente em ambientes lipidicos. As águas ruças demonstram potencialidade, não só como fonte de microrganismos produtores de lipases, mas também como meio complexo de crescimento indicado para a produção de lipases que, devido ao seu conteúdo residual…

Advisors/Committee Members: Eusébio, Ana, Carolino, M. Manuela, 1954-.

Subjects/Keywords: Fermentação; Azeite; Leveduras; Efluentes industriais; Teses de mestrado - 2015

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Salgado, Vera Mónica Brito, 1. (2015). Optimization of lipase production from yeasts strains isolated from olive mil wastewater. (Thesis). Universidade de Lisboa. Retrieved from http://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:repositorio.ul.pt:10451/17697

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Salgado, Vera Mónica Brito, 1990-. “Optimization of lipase production from yeasts strains isolated from olive mil wastewater.” 2015. Thesis, Universidade de Lisboa. Accessed April 17, 2021. http://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:repositorio.ul.pt:10451/17697.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

MLA Handbook (7th Edition):

Salgado, Vera Mónica Brito, 1990-. “Optimization of lipase production from yeasts strains isolated from olive mil wastewater.” 2015. Web. 17 Apr 2021.

Vancouver:

Salgado, Vera Mónica Brito 1. Optimization of lipase production from yeasts strains isolated from olive mil wastewater. [Internet] [Thesis]. Universidade de Lisboa; 2015. [cited 2021 Apr 17]. Available from: http://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:repositorio.ul.pt:10451/17697.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Council of Science Editors:

Salgado, Vera Mónica Brito 1. Optimization of lipase production from yeasts strains isolated from olive mil wastewater. [Thesis]. Universidade de Lisboa; 2015. Available from: http://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:repositorio.ul.pt:10451/17697

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation


Universidade de Lisboa

2. Marques, Cláudia Joana Saraiva. Análise comparativa de azeites virgem extra de vários DOP: caracterização reológica, físico-química e cromatográfica.

Degree: 2016, Universidade de Lisboa

Tese de mestrado, Controlo de Qualidade e Toxicologia dos Alimentos, Universidade de Lisboa, Faculdade de Farmácia, 2016

Na dieta mediterrânica, o azeite constitui uma das gorduras mais utilizadas nas diversas técnicas culinárias bem como no tempero de alimentos crus. Um exemplo relevante é o da fritura de alimentos, onde a riqueza do azeite virgem extra em ácidos gordos monoinsaturados e a presença de antioxidantes naturais, associados à sua elevada estabilidade à oxidação, adequam a sua utilização. Com este trabalho pretendeu-se estudar o efeito da temperatura no azeite virgem extra, nomeadamente durante alguns processos térmicos tradicionalmente associados às técnicas de culinária. A qualidade dos azeites estudados foi avaliada através de parâmetros reológicos (energia de ativação de fluxo e viscosidade), cromatográficos (teor de compostos fenólicos) e físico-químicos (densidade relativa, coeficientes de extinção específica no UV, teor de compostos fenólicos totais, bem como índices de acidez, Bellier, iodo, peróxidos, refração e saponificação). Nesse sentido foram selecionados e comparados quatro azeites virgem extra de Denominação de Origem Protegida (DOP) de Trás-os-Montes, do Norte Alentejano, do Ribatejo e de Moura, bem como outro de produção biológica da região da Guarda. Na execução deste trabalho as amostras dos azeites selecionados foram analisadas antes e após aquecimento, a fim de inferir acerca das modificações provocadas pelo aumento da temperatura nos parâmetros mencionados. Estes processamentos térmicos foram realizados a três temperaturas diferentes (60°C, 100°C e 180°C) num período de 30 minutos. Para os processamentos a 180°C as amostras foram sujeitas a três ciclos, simulando assim a reutilização do meio de fritura. No entanto, as condições estudadas não mimetizam verdadeiramente as observadas no processo de fritura numa cozinha doméstica ou industrial, uma vez que se pretendeu avaliar apenas o fator temperatura. Os resultados obtidos sugerem que o aquecimento modifica a composição do azeite virgem extra. No entanto, na presença de técnicas culinárias mais simples a mesma não é alterada significativamente. Em contraste, os processamentos a temperaturas elevadas, como ocorrido nos processos de fritura, modificam a estabilidade do produto alimentar em estudo.

Olive oil is one of the most commonly used fats in the Mediterranean diet for raw food seasoning as well as different cooking techniques such as frying. In particular, extra virgin olive oil has high levels of monounsaturated fatty acids and natural antioxidants, responsible for its high oxidative stability, which make the olive oil suited for different culinary uses. The aim of this work is to study the effect of temperature on extra virgin olive oil during some thermal processes related to cooking techniques. We will assess the quality of extra virgin olive oils before and after simulated cooking conditions by determining the rheological properties (flow activation energy and viscosity) and the physicochemical properties (relative…

Advisors/Committee Members: Pinheiro, Lídia Maria Veloso, Bettencourt, Ana Francisca Simão.

Subjects/Keywords: Azeite Virgem Extra; Parâmetros de Qualidade; Processamentos Térmicos; Reologia; Compostos Fenólicos; Teses de mestrado - 2016; Ciências da Saúde

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Marques, C. J. S. (2016). Análise comparativa de azeites virgem extra de vários DOP: caracterização reológica, físico-química e cromatográfica. (Thesis). Universidade de Lisboa. Retrieved from http://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:repositorio.ul.pt:10451/24969

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Marques, Cláudia Joana Saraiva. “Análise comparativa de azeites virgem extra de vários DOP: caracterização reológica, físico-química e cromatográfica.” 2016. Thesis, Universidade de Lisboa. Accessed April 17, 2021. http://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:repositorio.ul.pt:10451/24969.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

MLA Handbook (7th Edition):

Marques, Cláudia Joana Saraiva. “Análise comparativa de azeites virgem extra de vários DOP: caracterização reológica, físico-química e cromatográfica.” 2016. Web. 17 Apr 2021.

Vancouver:

Marques CJS. Análise comparativa de azeites virgem extra de vários DOP: caracterização reológica, físico-química e cromatográfica. [Internet] [Thesis]. Universidade de Lisboa; 2016. [cited 2021 Apr 17]. Available from: http://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:repositorio.ul.pt:10451/24969.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Council of Science Editors:

Marques CJS. Análise comparativa de azeites virgem extra de vários DOP: caracterização reológica, físico-química e cromatográfica. [Thesis]. Universidade de Lisboa; 2016. Available from: http://www.rcaap.pt/detail.jsp?id=oai:repositorio.ul.pt:10451/24969

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

.