Advanced search options

Advanced Search Options 🞨

Browse by author name (“Author name starts with…”).

Find ETDs with:

in
/  
in
/  
in
/  
in

Written in Published in Earliest date Latest date

Sorted by

Results per page:

Sorted by: relevance · author · university · dateNew search

You searched for subject:( Verdade formal). Showing records 1 – 3 of 3 total matches.

Search Limiters

Last 2 Years | English Only

No search limiters apply to these results.

▼ Search Limiters


Universidade do Rio Grande do Norte

1. Macêdo, Lucas Rocha de. A construção jurídica e local da verdade real pelo juiz: oralidade, documentalidade e sintetismo em um Juizado Especial Cível .

Degree: 2016, Universidade do Rio Grande do Norte

The present paper intends to understand how does the judicial process estabilish itself and which way the search for the real truth (MENDES, 2011), an absolut truth to the situation discussed in the procedings, seized only by the magistrate. Studies such as the Regina Mendes’s (2011), Bárbara Lupetti Baptista’s (2008), Cardoso de Oliveira’s (2011) and Kant de Lima’s (2010), signed in the scope of the Juridical Anthropology, make clear that the part under jurisdiction has a mitigated role in the Judiciary Power; that the action follows a conflictual logic, and non-transactional; and that the sentence is a decision imposed uniterally by the magistrate to the parts, even they not always believe that their demands were recognized by him, ending dissatisfieds. The datas obtained in a Special Civil Court from the State of Rio Grande do Norte, in this meaning, seem to demonstrate that the magistrate intends to comprehend that truth to, from that on, compress the number of instructive acts and optimize the efficiency, in a way to lead to the big demand which is imposed for him daily. But still, leads to the idead that such truth is the result of an in loco construction, thanks to the daily experiences experienced in that context. From this empirical analysis, it was accompanied the dealing that the labor goes through, since its preparation under terms until the sentence of merit, leading to the assumption that all of the procedural acts converge to that search. The main consequence resulted from it, lastly, is the analysis of a instructory methodology that, despite of seeming peculiar, unique, finishes by reflecting the juridical sctructures in which it’s embedded: the granted liberties, that apparently pair the players of the Judiciary, state again the hierarchic relations of power and knowledge between judges, servants and other actors; and the evident possibility of an increasing participation of the part in the instruction intends to, actually, select utterances, knowing them and mitigate them in the future. Advisors/Committee Members: Melo, Juliana Gonçalves (advisor), 82423539134 (advisor), http://lattes.cnpq.br/4328813707663376 (advisor).

Subjects/Keywords: Antropologia do Direito; Juizado especial; Verdade real; Verdade formal; Oralidade; Subjetividade

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Macêdo, L. R. d. (2016). A construção jurídica e local da verdade real pelo juiz: oralidade, documentalidade e sintetismo em um Juizado Especial Cível . (Masters Thesis). Universidade do Rio Grande do Norte. Retrieved from http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21592

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Macêdo, Lucas Rocha de. “A construção jurídica e local da verdade real pelo juiz: oralidade, documentalidade e sintetismo em um Juizado Especial Cível .” 2016. Masters Thesis, Universidade do Rio Grande do Norte. Accessed March 07, 2021. http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21592.

MLA Handbook (7th Edition):

Macêdo, Lucas Rocha de. “A construção jurídica e local da verdade real pelo juiz: oralidade, documentalidade e sintetismo em um Juizado Especial Cível .” 2016. Web. 07 Mar 2021.

Vancouver:

Macêdo LRd. A construção jurídica e local da verdade real pelo juiz: oralidade, documentalidade e sintetismo em um Juizado Especial Cível . [Internet] [Masters thesis]. Universidade do Rio Grande do Norte; 2016. [cited 2021 Mar 07]. Available from: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21592.

Council of Science Editors:

Macêdo LRd. A construção jurídica e local da verdade real pelo juiz: oralidade, documentalidade e sintetismo em um Juizado Especial Cível . [Masters Thesis]. Universidade do Rio Grande do Norte; 2016. Available from: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21592

2. ClÃstenes Chaves de FranÃa. PragmÃtica formal, verdade e realismo: do conceito epistÃmico à indeterminaÃÃo da verdade em JÃrgen Habermas.

Degree: PhD, 2017, Universidade Federal do Ceará

O presente trabalho expÃe e analisa o percurso teÃrico-argumentativo que levou Habermas da defesa de um conceito consensual-discursivo antirrealista da verdade para a defesa de um conceito pragmÃtico que visa dar conta das pressuposiÃÃes realistas inerentes Ãs prÃticas comunicativas de sujeitos capazes de aÃÃo e fala. Por meio de pesquisa bibliogrÃfica e anÃlise crÃtica das obras indicadas nas referÃncias, o trabalho mostra que Habermas, tendo inicialmente identificado a verdade como produto de um acordo racional entre argumentantes, forjado no interior de uma situaÃÃo ideal de fala, vem a ser convencido posteriormente, pelas crÃticas de autores como Donald Davidson, Ansgar Beckermann, Albrecht Wellmer e Cristina Lafont, da insustentabilidade de uma apreensÃo antirrealista da verdade se, com este conceito, se pretende esclarecer as prÃticas comunicativas de entendimento e intervenÃÃo no mundo dos membros de uma comunidade linguÃstica. A revisÃo de seu conceito da verdade à realizada de par com o estabelecimento de um espaÃo mais adequado na pragmÃtica formal para o realismo nÃo-representacionista e o naturalismo fraco. O conhecimento nÃo pode ser reduzido à mera representaÃÃo da realidade, mas antes deve incorporar o processo de aprendizagem efetivado pela superaÃÃo dos malogros concretamente experienciados na esfera da aÃÃo. Por outro lado, a destranscendentalizaÃÃo das estruturas cognitivas do mundo da vida que medeiam nossa experiÃncia com o mundo objetivo nÃo autoriza uma explicaÃÃo causal da normatividade do mundo da vida. A distinÃÃo entre o conceito epistÃmico da justificaÃÃo (aceitabilidade racional) e o conceito nÃo-epistÃmico da verdade està na base da rejeiÃÃo de Habermas do contextualismo de Richard Rorty, pois este resulta de um mal passo teÃrico que inviabilizaria o esclarecimento de nossas prÃticas comunicativas efetivas e exigiria a reformulaÃÃo do prÃprio senso comum o qual se sustentaria em uma diferenÃa platÃnica dÃmodÃ. Habermas, contudo, com seu conceito pragmÃtico da verdade, defende a existÃncia de uma relaÃÃo epistÃmica irrenunciÃvel entre verdade e justificaÃÃo que nÃo encontra amparo na esfera do discurso. Nessa, à necessÃrio reconhecer, o que se instala à uma relaÃÃo epistÃmica entre o processo de justificaÃÃo de nossas crenÃas e sua aceitabilidade racional e nÃo entre o conceito da verdade apreendido de maneira realista e a justificaÃÃo. Dessa forma, este trabalho chega à conclusÃo de que o conceito pragmÃtico da verdade de Habermas padece de uma indeterminaÃÃo fundamental. Esta deriva da recusa de Habermas de discutir teoricamente a relaÃÃo entre linguagem e mundo exigida pela apreensÃo realista nÃo-epistÃmica da verdade. Habermas alega que a tentativa de explicitar teoricamente essa relaÃÃo envolver-se-ia com premissas metafÃsicas incompatÃveis com um pensamento pÃs-metafÃsico, o que implica dizer que ele prefere legar um conceito indeterminado da verdade a avanÃar teoricamente na explicaÃÃo daquilo que està pressuposto pela prÃpria pragmÃtica formal. Advisors/Committee Members: CustÃdio Luis Silva de Almeida, LuÃs Alexandre Dias do Carmo, Manfredo AraÃjo de Oliveira.

Subjects/Keywords: FILOSOFIA; PragmÃtica formal; Realismo; Verdade; Formal pragmatics; Realism; Truth; Habermas, JÃrgen, 1929- CrÃtica e interpretaÃÃo; Verdade (Filosofia); Filosofia alemÃ; PragmÃtica; Realismo

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

FranÃa, C. C. d. (2017). PragmÃtica formal, verdade e realismo: do conceito epistÃmico à indeterminaÃÃo da verdade em JÃrgen Habermas. (Doctoral Dissertation). Universidade Federal do Ceará. Retrieved from http://www.teses.ufc.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=20078 ;

Chicago Manual of Style (16th Edition):

FranÃa, ClÃstenes Chaves de. “PragmÃtica formal, verdade e realismo: do conceito epistÃmico à indeterminaÃÃo da verdade em JÃrgen Habermas.” 2017. Doctoral Dissertation, Universidade Federal do Ceará. Accessed March 07, 2021. http://www.teses.ufc.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=20078 ;.

MLA Handbook (7th Edition):

FranÃa, ClÃstenes Chaves de. “PragmÃtica formal, verdade e realismo: do conceito epistÃmico à indeterminaÃÃo da verdade em JÃrgen Habermas.” 2017. Web. 07 Mar 2021.

Vancouver:

FranÃa CCd. PragmÃtica formal, verdade e realismo: do conceito epistÃmico à indeterminaÃÃo da verdade em JÃrgen Habermas. [Internet] [Doctoral dissertation]. Universidade Federal do Ceará 2017. [cited 2021 Mar 07]. Available from: http://www.teses.ufc.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=20078 ;.

Council of Science Editors:

FranÃa CCd. PragmÃtica formal, verdade e realismo: do conceito epistÃmico à indeterminaÃÃo da verdade em JÃrgen Habermas. [Doctoral Dissertation]. Universidade Federal do Ceará 2017. Available from: http://www.teses.ufc.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=20078 ;


Pontifical Catholic University of Rio de Janeiro

3. CARLOS LUCIANO MANHOLI. [en] THE CONCEPT OF TRUTH IN SEMANTICALLY CLOSED LANGUAGES.

Degree: 2005, Pontifical Catholic University of Rio de Janeiro

[pt] A teoria da verdade de Tarski, também conhecida como teoria clássica da verdade, forneceu uma definição para o conceito de verdade que pode ser considerada adequada do ponto de vista material, no sentido de implicar logicamente todas as definições parciais de verdade para sentenças isoladas, do tipo ´s é verdadeira se e somente se p`, sendo p uma sentença qualquer de uma das linguagens às quais a definição tarskiana de verdade se aplica, e sendo s um nome para tal sentença. Essa definição de verdade é consistente - até onde se sabe - mas para garantir a consistência da mesma Tarski precisou restringir seu campo de aplicação ao conjunto das linguagens que não podem ser utilizadas para tratar de sua própria semântica, às quais chamamos linguagens semanticamente abertas. Uma outra teoria da verdade, devida a J. Barwise e J. Etchemendy, foi desenvolvida com vistas a poder ser aplicada de modo consistente às linguagens semanticamente fechadas. Entretanto, para garantir a consistência de sua teoria, Barwise e Etchemendy acabaram por formulá-la de um modo em que a mesma não pudesse ser considerada materialmente adequada, no sentido especificado acima. Isso poderia causar a impressão de que a consistência de uma definição de verdade exigisse que se abrisse mão da adequação material da mesma, tal como fazem Barwise e Etchemendy, ou então que se restringisse seu campo de aplicação às linguagens semanticamente abertas, tal como faz Tarski. Construindo uma definição de verdade materialmente adequada no sentido em questão, e ao mesmo tempo aplicável a linguagens semanticamente fechadas, contudo, S. Kripke mostrou que isso não é o caso. Após uma análise comparativa dessas três teorias da verdade, encontramos razões para formular uma outra definição de verdade, baseada nas intuições russellianas acerca dessa noção, e capaz de ser aplicada consistentemente às linguagens semanticamente fechadas, mantendo a adequação material no sentido acima descrito. No presente trabalho, podem ser encontradas essa análise comparativa das teorias da verdade de Tarski, Barwise-Etchemendy e Kripke, bem como a definição de verdade que formulamos de modo a satisfazer as condições que mencionamos acima.

[en] The tarskian theory of truth, that is also known as the classical theory of truth, has provided a truth definition that may be considered adequate from a material standpoint. By a materially adequate truth definition we understand a truth definition that logically entails every partial truth definition for a specific sentence, of the kind ´s is true if and only if p`, where p is any sentence from some language that is object of the tarskian truth definition, and where s is a name for such sentence. This truth definition is consistent - so far as we know - but in order to guarantee its consistency Tarski had to restrict its field to the set of the languages which cannot be used to speak about their own semantics. These languages are called semantically open languages. Another truth definition, due to J. Barwise and J. Etchemendy, was developed…

Advisors/Committee Members: OSWALDO CHATEAUBRIAND FILHO.

Subjects/Keywords: [pt] VERDADE; [en] TRUTH; [pt] LOGICA; [en] LOGIC; [pt] SEMANTICA FORMAL; [en] FORMAL SEMANTICS; [pt] DEFINICAO; [en] DEFINITION; [pt] ADEQUACAO MATERIAL; [en] MATERIAL ADEQUACY; [pt] CIRCULARIDADE; [en] CIRCULARITY; [pt] CONJUNTOS; [en] SETS

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

MANHOLI, C. L. (2005). [en] THE CONCEPT OF TRUTH IN SEMANTICALLY CLOSED LANGUAGES. (Thesis). Pontifical Catholic University of Rio de Janeiro. Retrieved from http://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/Busca_etds.php?strSecao=resultado&nrSeq=5985

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Chicago Manual of Style (16th Edition):

MANHOLI, CARLOS LUCIANO. “[en] THE CONCEPT OF TRUTH IN SEMANTICALLY CLOSED LANGUAGES.” 2005. Thesis, Pontifical Catholic University of Rio de Janeiro. Accessed March 07, 2021. http://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/Busca_etds.php?strSecao=resultado&nrSeq=5985.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

MLA Handbook (7th Edition):

MANHOLI, CARLOS LUCIANO. “[en] THE CONCEPT OF TRUTH IN SEMANTICALLY CLOSED LANGUAGES.” 2005. Web. 07 Mar 2021.

Vancouver:

MANHOLI CL. [en] THE CONCEPT OF TRUTH IN SEMANTICALLY CLOSED LANGUAGES. [Internet] [Thesis]. Pontifical Catholic University of Rio de Janeiro; 2005. [cited 2021 Mar 07]. Available from: http://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/Busca_etds.php?strSecao=resultado&nrSeq=5985.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Council of Science Editors:

MANHOLI CL. [en] THE CONCEPT OF TRUTH IN SEMANTICALLY CLOSED LANGUAGES. [Thesis]. Pontifical Catholic University of Rio de Janeiro; 2005. Available from: http://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/Busca_etds.php?strSecao=resultado&nrSeq=5985

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

.