Advanced search options

Advanced Search Options 🞨

Browse by author name (“Author name starts with…”).

Find ETDs with:

in
/  
in
/  
in
/  
in

Written in Published in Earliest date Latest date

Sorted by

Results per page:

You searched for id:"handle:11449/148919". One record found.

Search Limiters

Last 2 Years | English Only

No search limiters apply to these results.

▼ Search Limiters

1. Roviero, Juliana Pelegrini [UNESP]. Biomassa derivada de cana-de-açúcar e cana energia submetidas a hidrólise ácida e enzimática para produção de etanol.

Degree: 2017, Universidade Estadual Paulista

A produção de etanol no Brasil é desenvolvida principalmente através do caldo e melaço de cana-de-açúcar. Considerando-se o aumento da demanda por combustíveis, a biomassa lignocelulósica surge como alternativa pois é o recurso biológico renovável mais abundante da terra. A produção de cana-de-açúcar gera diversos resíduos, como a palhada, deixada no campo após a colheita mecanizada, e o bagaço, que é separado do caldo na operação de moagem dos colmos de cana, e atualmente existem programas de melhoramento genético que visam o desenvolvimento de variedades com altos teores de lignina, para o uso na geração de energia elétrica. Essa biomassa lignocelulósica é composta por cerca de 70% de polímeros de açúcar, materiais que têm grande potencial para a produção de etanol. Este estudo foi realizado objetivando o uso da palhada, bagaço e clones de cana energia, através de pré-tratamento e hidrólise, avaliando seus potenciais para a produção de etanol. Utilizou-se 6 amostras de biomassa: a palhada de três variedades de cana-de-açúcar, coletadas em épocas diferentes; bagaço de cana; e dois clones de cana energia. Estes materiais foram caracterizados com relação a composição de celulose, hemicelulose, lignina, extrativos e cinzas e, logo após, passaram por pré-tratamento ácido, do qual foi obtido um licor, que foi concentrado e destoxificado, para o uso no processo fermentativo. Utilizou-se a estirpe de levedura Rhodotorula glutinis que apresenta habilidade de assimilar xilose. Foram realizadas fermentações, em três repetições, avaliando-se a viabilidade celular, viabilidade de brotos e brotamentos das células. Avaliou-se também o consumo de xilose e produção de etanol. Foram analisadas quantidade de nutrientes minerais em todas as etapas desta pesquisa. Foi realizada a hidrólise enzimática da celulignina e avaliado a composição do hidrolisado. Das biomassas secas, foram realizadas análises de microscopia eletrônica de varredura e poder calorífico inferior e superior. Observou-se que a palhada, bagaço de cana-de-açúcar e os clones de cana energia apresentam características diferentes com relação a sua composição e após o prétratamento, há redução em torno de 90% nos teores de hemicelulose . A XXI viabilidade celular, brotamentos e viabilidade de brotos tiveram uma redução, em relação à viabilidade do inóculo, de cerca de 40%, o que pode ter sido afetado por compostos contaminantes produzidos durante o pré-tratamento ácido. O processo fermentativo também foi influenciado negativamente sendo o rendimento da fermentação da xilose em torno de 20% para cana energia e o menor resultado observado a partir do bagaço de cana (em torno de 4%), indicando a possibilidade da produção de maiores quantidades de Etanol. Na hidrólise enzimática, foram liberadas quantidades de glicose sendo os maiores rendimentos para a palhada das três diferentes variedades de cana, em torno de 30%. Os nutrientes reduziram significativamente das biomassas in natura, para a biomassa pré-tratada. Parte dos nutrientes… Advisors/Committee Members: Mutton, Márcia Justino Rossini [UNESP], Rabelo, Sarita Cândida [UNESP], Universidade Estadual Paulista (UNESP).

Subjects/Keywords: Hemicelulose; Xilose; Energia renovável

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Roviero, J. P. [. (2017). Biomassa derivada de cana-de-açúcar e cana energia submetidas a hidrólise ácida e enzimática para produção de etanol. (Thesis). Universidade Estadual Paulista. Retrieved from http://hdl.handle.net/11449/148919

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Roviero, Juliana Pelegrini [UNESP]. “Biomassa derivada de cana-de-açúcar e cana energia submetidas a hidrólise ácida e enzimática para produção de etanol.” 2017. Thesis, Universidade Estadual Paulista. Accessed May 28, 2017. http://hdl.handle.net/11449/148919.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

MLA Handbook (7th Edition):

Roviero, Juliana Pelegrini [UNESP]. “Biomassa derivada de cana-de-açúcar e cana energia submetidas a hidrólise ácida e enzimática para produção de etanol.” 2017. Web. 28 May 2017.

Vancouver:

Roviero JP[. Biomassa derivada de cana-de-açúcar e cana energia submetidas a hidrólise ácida e enzimática para produção de etanol. [Internet] [Thesis]. Universidade Estadual Paulista; 2017. [cited 2017 May 28]. Available from: http://hdl.handle.net/11449/148919.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Council of Science Editors:

Roviero JP[. Biomassa derivada de cana-de-açúcar e cana energia submetidas a hidrólise ácida e enzimática para produção de etanol. [Thesis]. Universidade Estadual Paulista; 2017. Available from: http://hdl.handle.net/11449/148919

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

.