Advanced search options

Advanced Search Options 🞨

Browse by author name (“Author name starts with…”).

Find ETDs with:

in
/  
in
/  
in
/  
in

Written in Published in Earliest date Latest date

Sorted by

Results per page:

You searched for id:"handle:11449/144701". One record found.

Search Limiters

Last 2 Years | English Only

No search limiters apply to these results.

▼ Search Limiters

1. Mendoza, Luís Gabriel Menten [UNESP]. Lógica do capital na Bolívia e resistência popular: das lutas pela emancipação e desenvolvimento ao governo do MAS.

Degree: 2016, Universidade Estadual Paulista

Este estudo tem por objeto a Bolívia, um dos países mais pobres da América do Sul, cujo terreno, devido às características geológicas, o fez dotado de uma elevada quantidade de recursos naturais. Mas a história de dominação o tornou um país de desenvolvimento retardatário, dependente dos investimentos externos, que, por mais que modifiquem o país a cada ciclo de matéria-prima (guano, borracha, estanho), proporcionam não muito mais que esperança de dias melhores. A partir disso, o objetivo principal deste trabalho foi refletir sobre as mudanças recentes que ocorreram no território boliviano à luz da teoria do Desenvolvimento Geográfico Desigual, estruturada pelo geógrafo britânico David Harvey. O processo aclamado como “processo de cambio” foi resultado das lutas populares por um projeto nacional em contraposição aos interesses do capital imperialista. É relevante, portanto, as grandes mobilizações que levaram Evo Morales ao poder (Guerra da Água e Guerra do Gás), prosseguindo com o começado pelos trabalhadores bolivianos do passado. Assim como as mudanças operadas posteriormente, sobretudo a nacionalização dos hidrocarbonetos, só foi possível pelo desenvolvimento auferido no período anterior. A escolha da teoria do desenvolvimento geográfico desigual deu-se em função deste potencial que ela proporciona para a compreensão da inserção dos espaços “atrasados”, como a Bolívia, no sistema capitalista internacional e decorrentes desdobramentos no interior do território, num processo contraditório, ao mesmo tempo destrutivo e em alguma medida progressista. Entre as categorias que Harvey proporciona está a ideia de acumulação por despossessão, a produzir ordenações espaço-temporais que criam uma configuração do território sobremaneira determinada pela lógica do capital em escala mundial, em profunda conexão com os Estados periféricos (e centrais), em processos nos quais o poder financeiro gera e alimenta o nexo Estados-Finanças. O enfoque de Harvey é também produtivo ao considerar a luta de classes em sua teoria de desenvolvimento, que, no caso efetivo da Bolívia, impõem um programa de nação a partir da lógica territorial emancipatória. Ao fim, essa pesquisa aborda o processo de desenvolvimento social na Bolívia baseado na distribuição dos recursos obtidos pela mudança da legislação dos hidrocarbonetos e na promulgação da Nova Constituição Política do Estado. Considerando as medidas do governo masista são de um processo de industrialização lento e que pouco representou até 2010 em termos de trabalho e emprego, gargalo fundamental para a modernização dos países retardatários. E em conclusão considera que o estudo de caso da Bolívia, a partir da teoria do Desenvolvimento Geográfico Desigual, permite apresentar a trama estabelecida pela lógica do capital, que utiliza de todos os meios legais e ilegais (law-like) para obter as melhores taxas de retorno, em detrimento das constituições e da democracia, como demonstrou a geografia histórica da Bolívia. A organização da luta dos trabalhadores foi essencial para mudar essa rotina de… Advisors/Committee Members: Souza, Angelita Matos [UNESP], Universidade Estadual Paulista (UNESP).

Subjects/Keywords: Bolívia; Desenvolvimento desigual; Nacionalização; Luta de classes; Bolivia; Desarrollo desigual; Nacionalización; Lucha de clases

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Mendoza, L. G. M. [. (2016). Lógica do capital na Bolívia e resistência popular: das lutas pela emancipação e desenvolvimento ao governo do MAS. (Thesis). Universidade Estadual Paulista. Retrieved from http://hdl.handle.net/11449/144701

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Mendoza, Luís Gabriel Menten [UNESP]. “Lógica do capital na Bolívia e resistência popular: das lutas pela emancipação e desenvolvimento ao governo do MAS.” 2016. Thesis, Universidade Estadual Paulista. Accessed January 23, 2017. http://hdl.handle.net/11449/144701.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

MLA Handbook (7th Edition):

Mendoza, Luís Gabriel Menten [UNESP]. “Lógica do capital na Bolívia e resistência popular: das lutas pela emancipação e desenvolvimento ao governo do MAS.” 2016. Web. 23 Jan 2017.

Vancouver:

Mendoza LGM[. Lógica do capital na Bolívia e resistência popular: das lutas pela emancipação e desenvolvimento ao governo do MAS. [Internet] [Thesis]. Universidade Estadual Paulista; 2016. [cited 2017 Jan 23]. Available from: http://hdl.handle.net/11449/144701.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Council of Science Editors:

Mendoza LGM[. Lógica do capital na Bolívia e resistência popular: das lutas pela emancipação e desenvolvimento ao governo do MAS. [Thesis]. Universidade Estadual Paulista; 2016. Available from: http://hdl.handle.net/11449/144701

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

.