Advanced search options

Advanced Search Options 🞨

Browse by author name (“Author name starts with…”).

Find ETDs with:

in
/  
in
/  
in
/  
in

Written in Published in Earliest date Latest date

Sorted by

Results per page:

You searched for id:"handle:10183/171403". One record found.

Search Limiters

Last 2 Years | English Only

No search limiters apply to these results.

▼ Search Limiters


Universidade do Rio Grande do Sul

1. Stefanello, Carine Ribas. Estudo da via auditiva em cães beagles por meio de potenciais auditivos de tronco encefálico.

Degree: 2017, Universidade do Rio Grande do Sul

O teste de potencial auditivo de tronco encefálico (PEATE) permite captar e registrar as atividades elétricas do sistema auditivo, desde a cóclea até o tronco encefálico. No Braisl ainda é pouco utilizado, e no Sul do país ainda não é realizado em animas.O objetivo deste trabalho foi identificar os valores absolutos de latência, interpicos, amplitudes, comparar as polaridades de compressão e rarefação e conhecer o limiar auditivo em onze cães hígidos da raça Beagle. Os cães passaram por exame físico e neurológico e após foram sedados e submetidos a otoscopia e ao exame de Potencial Auditivo de Tronco Encefálico (PEATE). Foram utilizados eletrodos de superfície e fones de inserção, o estimulo utilizado foi o clique com estimulação bilateral. O teste foi iniciado com a intensidade de 90 dB SPL com polaridade condensada. Realizava-se na sequência mais uma pesquisa em 90 dB SPL com polaridade rarefeita. Após, foi feito o exame com diminuição da intensidade de 10 dB SPL em 10 dB SPL, sendo todas as pesquisas feitas com polaridade condensada, para a pesquisa dos limiares auditivos. A interpretação do PEATE, foi realizada pela avaliação das ondas I, III e IV, pela identificação das latências absolutas e interpicos, pesquisa do limiar auditivo e comparação entre polaridades. Na latência da onda I com polaridade rarefeita em 90 dB SPL, os valores médios de latência absoluta da onda I foram significativamente maiores na orelha esquerda (p=0,037*). Dados relativos à latência absoluta da onda V evidenciou que na orelha direita a latência foi significativamente menor na intensidade de 70 dB SPL, e não houve presença de onda V na orelha esquerda em 40 dB SPL. Não houveram diferenças significativas nas latências dos interpicos entre as orelhas direita e esquerda, com polaridade condensada e rarefeita. Os valores das medianas das amplitudes I, III e V com 90 dB SPL em compressão e rarefação, não diferiram estatisticamente. Concluiu-se que o nível de resposta mínimo se encontrou entre 40 dB SPL e 80 dB SPL.

The Brainstem Auditory Evoked Potential (BAEP) capture and record the electrical activity of the auditory system, from the cochlea to the brainstem. The Brazil is still little used, and in the South of the country is not yet done in animals. The objective of this study was to identify the absolute values of latency, interpeaks, amplitudes, compare the polarities of compression and rarefaction and to know the auditory threshold in eleven healthy beagle dogs. The dogs underwent physical and neurological examination and were sedated and submitted to otoscopy and Brainstem Auditory Evoked Potential (BAEP). Surface electrodes and insertion headphones were used, the stimulus used was the click with bilateral stimulation. The test was started with 90 dB SPL intensity with condensed polarity. Further research was conducted on 90 dB SPL with rarefied polarity. After that, the test was performed with sequential reductions of 10 dB SPL intensity, and all the research for the auditory thresholds was done with condensed polarity. The…

Advisors/Committee Members: Gerardi, Daniel Guimarães.

Subjects/Keywords: Beagle : Caes; Hearing; Audiologia; Canine; Otoscopia; Surface electrode; Electrophysiological test; Tronco encefálico; Limiar auditivo; Eletrodos; Audição : Fisiologia animal

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Stefanello, C. R. (2017). Estudo da via auditiva em cães beagles por meio de potenciais auditivos de tronco encefálico. (Thesis). Universidade do Rio Grande do Sul. Retrieved from http://hdl.handle.net/10183/171403

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Stefanello, Carine Ribas. “Estudo da via auditiva em cães beagles por meio de potenciais auditivos de tronco encefálico.” 2017. Thesis, Universidade do Rio Grande do Sul. Accessed December 18, 2018. http://hdl.handle.net/10183/171403.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

MLA Handbook (7th Edition):

Stefanello, Carine Ribas. “Estudo da via auditiva em cães beagles por meio de potenciais auditivos de tronco encefálico.” 2017. Web. 18 Dec 2018.

Vancouver:

Stefanello CR. Estudo da via auditiva em cães beagles por meio de potenciais auditivos de tronco encefálico. [Internet] [Thesis]. Universidade do Rio Grande do Sul; 2017. [cited 2018 Dec 18]. Available from: http://hdl.handle.net/10183/171403.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Council of Science Editors:

Stefanello CR. Estudo da via auditiva em cães beagles por meio de potenciais auditivos de tronco encefálico. [Thesis]. Universidade do Rio Grande do Sul; 2017. Available from: http://hdl.handle.net/10183/171403

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

.