Advanced search options

Advanced Search Options 🞨

Browse by author name (“Author name starts with…”).

Find ETDs with:

in
/  
in
/  
in
/  
in

Written in Published in Earliest date Latest date

Sorted by

Results per page:

Sorted by: relevance · author · university · dateNew search

You searched for +publisher:"University of São Paulo" +contributor:("Silva, Zilda Pereira da"). Showing records 1 – 3 of 3 total matches.

Search Limiters

Last 2 Years | English Only

No search limiters apply to these results.

▼ Search Limiters

1. Pacheco, Clarice Pires. Evolução da mortalidade infantil, segundo óbitos evitáveis: macrorregiões de saúde do Estado de Santa Catarina, 1997-2008.

Degree: Mestrado, Epidemiologia, 2011, University of São Paulo

INTRODUÇÃO: A busca do entendimento das causas da mortalidade humana está relacionada diretamente ao conhecimento das condições de vida de uma população. Reduzir a mortalidade de crianças é uma das principais metas das políticas de saúde para a infância em todos os países. No Brasil, apesar da redução da mortalidade infantil (MI) observada nos últimos anos, existem, porém, grandes diferenciais do CMI entre algumas populações. OBJETIVO: Estudar a evolução da mortalidade infantil no Estado de Santa Catarina e a tendência de queda dos óbitos infantis evitáveis nas nove Macrorregiões Estaduais de Saúde do Estado, no período de 1997- 2008. METODOLOGIA: Estudo ecológico de séries temporais com cálculo e análise do CMI, segundo componentes e critérios de evitabilidade para óbitos ocorridos nas nove Macrorregiões catarinenses, no período entre 1997-2008. Foram analisadas, por regressão linear simples, as médias trianuais dos óbitos evitáveis, segundo Macrorregiões, no mesmo período. RESULTADOS: analisados 15.146 óbitos ocorridos no primeiro ano de vida, observou-se que 51por cento , aconteceu entre 0 e 6 dias,13,8por cento entre 7 e 27 dias e 35,8por cento , de 28 a 364 dias de vida. O Estado de Santa Catarina registra um dos menores CMIs do país e apresentou queda de 27,2por cento , principalmente às custas do componente pós-neonatal, mostrando, no entanto, preocupantes taxas de mortalidade infantil por óbitos evitáveis (58,6por cento ) e importantes diferenças no CMI entre as Macrorregiões catarinenses. O CMI por óbitos evitáveis do Planalto Serrano (11,90/00NV) foi o dobro da Macrorregião Nordeste (5,70/00NV). CONCLUSÕES: apesar do declínio do CMI, o Estado de Santa Catarina apresentou estabilização das taxas da MI para o componente neonatal e elevado índice de óbitos evitáveis, com diferenças substanciais das suas taxas entre as Macrorregiões, no período estudado. Essa realidade aponta para a necessidade urgente de estudos sequenciais que elucidem esses fatos, a fim de que intervenções ajustadas ás populações estudadas possam vir a acontecer, diminuindo as mortes infantis no território catarinense

INTRODUCTION: The pursuit for understanding the causes of human mortality is related straight to the knowledge of a living society conditions. The reduction of child mortality is the major goal of children health policies in all countries. In Brazil, despite of the infant mortality reduction observed in recent years, there are, however, huge differences of Infant mortality rate between populations. OBJECTIVE:In order to study the infant mortality evolution in the Santa Catarina State and the downward trend of avoidable child deaths in nine Health Macro-regions in the State, in each triennium from 1997 to 2008. METHODS: An ecological time series studies with calculation and analysis of Infant mortality rate second components of the infant mortality, in the nine Santa Catarina Macro-regions (Brazil) for avoidability deaths in a period between 1997 and 2008, the triennial averages of avoidable deaths, by regions in the same…

Advisors/Committee Members: Silva, Zilda Pereira da.

Subjects/Keywords: Avoidable Death; Coeficiente de Mortalidade Infantil (CMI); Infant Mortality; Infant Mortality Rate (CMI); Mortalidade Infantil; Óbitos Evitáveis

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Pacheco, C. P. (2011). Evolução da mortalidade infantil, segundo óbitos evitáveis: macrorregiões de saúde do Estado de Santa Catarina, 1997-2008. (Masters Thesis). University of São Paulo. Retrieved from http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-23022011-110058/ ;

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Pacheco, Clarice Pires. “Evolução da mortalidade infantil, segundo óbitos evitáveis: macrorregiões de saúde do Estado de Santa Catarina, 1997-2008.” 2011. Masters Thesis, University of São Paulo. Accessed February 19, 2020. http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-23022011-110058/ ;.

MLA Handbook (7th Edition):

Pacheco, Clarice Pires. “Evolução da mortalidade infantil, segundo óbitos evitáveis: macrorregiões de saúde do Estado de Santa Catarina, 1997-2008.” 2011. Web. 19 Feb 2020.

Vancouver:

Pacheco CP. Evolução da mortalidade infantil, segundo óbitos evitáveis: macrorregiões de saúde do Estado de Santa Catarina, 1997-2008. [Internet] [Masters thesis]. University of São Paulo; 2011. [cited 2020 Feb 19]. Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-23022011-110058/ ;.

Council of Science Editors:

Pacheco CP. Evolução da mortalidade infantil, segundo óbitos evitáveis: macrorregiões de saúde do Estado de Santa Catarina, 1997-2008. [Masters Thesis]. University of São Paulo; 2011. Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-23022011-110058/ ;

2. Brunacio, Karoline Honorato. Perfil das mães com história de repetição de cesárea no Estado de São Paulo.

Degree: Mestrado, Epidemiologia, 2015, University of São Paulo

Introdução: A cesárea vem aumentando progressivamente no Brasil e no mundo. Dentre os fatores associados a esse evento, destaca-se a cesárea prévia. Embora a maioria dos partos realizados em mulheres com história de cesárea seja cirúrgico, autores tem demonstrado altos índices de partos vaginais após cesárea - PVAC com baixa incidência de complicações. Diante do alarmante crescimento das taxas de cesárea, o presente estudo objetiva identificar a proporção e o perfil das mães com história de repetição de cesárea - RC no Estado de São Paulo, em 2012. Métodos: Os dados provenientes do Sistema de Informações Sobre Nascidos Vivos foram vinculados aos do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde. Os resultados a respeito das características das mães com história de RC foram analisados segundo características da gestação, do recém-nascido RN e segundo tipo do hospital do parto. Os dados foram descritos na forma de medidas de proporção (frequências), com diferenças entre variáveis de interesse verificadas pelos testes de proporção e de médias (nível de significância de 5 por cento ). Resultados: Foram estudados 273.329 nascidos vivos de mães com pelo menos um filho anterior. Destes, 43 por cento nasceram por RC e 7,4 por cento por PVAC. As mães que realizaram CR são mais velhas e mais escolarizadas e os RNs nascidos desse grupo apresentaram menor proporção de baixo peso ao nascer. O início do pré-natal no primeiro trimestre e a realização de 7 ou mais consultas de pré-natal foi mais frequente no grupo CR. Termo precoce foi a classificação mais frequente para idade gestacional dos que nasceram por CR. Em contrapartida, os RNs por parto vaginal apresentaram maiores proporções de termo tardio do que aqueles por repetição de cesárea. A RC foi mais frequente nos hospitais sem vínculo com o Sistema Único de Saúde - SUS (44,1 por cento ). Dentre esses, a maioria (54,3 por cento ) teve idade gestacional classificada como termo precoce. Somente o grupo SUS alcança uma melhor proporção de termo pleno (46,5 por cento ), contudo esse grupo tem a frequência mais elevada de termos tardios (10,9 por cento ). Conclusão: As altas taxas de cesárea de repetição, principalmente no setor privado, evidenciam a necessidade de melhoras no modelo de atenção ao parto no Estado de São Paulo.

Background: Cesarean section has been progressively increasing in Brazil and worldwide. Among the factors associated with this event stands out a prior cesarean delivery. Although most deliveries in women with a prior cesarean delivery is surgical, authors have demonstrated high levels of vaginal births after cesarean - VBAC with low incidence of complications. Given the alarming increase in cesarean rates, this study aims to identify the proportion and profile of mothers with repeat cesarean delivery - RCD in the State of São Paulo, in 2012. Methods: Data from Live Births Information Systems were linked to the National Health Establishments Registration. The results about the characteristics of mothers with RCD were analyzed according to…

Advisors/Committee Members: Silva, Zilda Pereira da.

Subjects/Keywords: Cesárea; Cesarean Section; Delivery; Nascimento Vaginal Após Cesárea; Parto; Recesariana; Repeat Cesarean Section; Sistema Único de Saúde; Unified Health Syste; Vaginal Birth After Cesarean

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Brunacio, K. H. (2015). Perfil das mães com história de repetição de cesárea no Estado de São Paulo. (Masters Thesis). University of São Paulo. Retrieved from http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-20032015-113641/ ;

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Brunacio, Karoline Honorato. “Perfil das mães com história de repetição de cesárea no Estado de São Paulo.” 2015. Masters Thesis, University of São Paulo. Accessed February 19, 2020. http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-20032015-113641/ ;.

MLA Handbook (7th Edition):

Brunacio, Karoline Honorato. “Perfil das mães com história de repetição de cesárea no Estado de São Paulo.” 2015. Web. 19 Feb 2020.

Vancouver:

Brunacio KH. Perfil das mães com história de repetição de cesárea no Estado de São Paulo. [Internet] [Masters thesis]. University of São Paulo; 2015. [cited 2020 Feb 19]. Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-20032015-113641/ ;.

Council of Science Editors:

Brunacio KH. Perfil das mães com história de repetição de cesárea no Estado de São Paulo. [Masters Thesis]. University of São Paulo; 2015. Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-20032015-113641/ ;

3. Minto, Cátia Martinez. Sistema de informação de mortalidade nos municípios do estado de São Paulo: análise situacional.

Degree: Mestrado, Epidemiologia, 2015, University of São Paulo

Introdução: O Sistema de Informação de Mortalidade (SIM) é uma ferramenta importante para o diagnóstico da situação de saúde das populações, gerando conhecimento para fundamentar a gestão e o planejamento de intervenções na área de saúde. Com a implantação do Sistema Único de Saúde (SUS), os municípios passaram a assumir novas atribuições, como a organização e coordenação dos sistemas de informação em saúde, bem como a utilização da epidemiologia para o estabelecimento de prioridades. Objetivo: conhecer a situação da descentralização do SIM nos municípios paulistas sobre 6 dimensões: perfil profissional, estrutura, capacitação técnica, processo de trabalho, gestão do sistema e disseminação dos dados. Métodos: Foi aplicado questionário eletrônico para 645 responsáveis técnicos municipais. Os municípios foram agrupados, por porte populacional, em: Grupo 1, 30.000; Grupo 2, de 30.001 a 200.000 e Grupo 3, >200.000 habitantes. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva, com medidas de distribuição e de tendência central. Teste de qui-quadrado e ANOVA foram utilizados para comparação de proporções e médias, respectivamente, entre os grupos. Resultados: Obteve-se resposta de 584 municípios (90,5 por cento ), sendo 91,0 por cento do Grupo 1, 88,7 por cento do Grupo 2 e 92,5 por cento do Grupo 3. Predominam para todos os Grupos: responsáveis técnicos do sexo feminino, idade média de 39,3 anos, com superior completo, enfermeiras, vínculo efetivo e com mais de 3 anos de trabalho no SIM. No Grupo 1, o SIM está alocado na Vigilância Epidemiológica, as equipes tem um profissional, contam com 1 computador com sistema operacional mais antigo, receberam treinamento do sistema, 30 por cento realizam busca ativa de óbitos, não utilizam relatório do sistema e sua maior dificuldade é realizar codificação de causa de morte, os dados são mais utilizados pela Atenção Básica, e avaliam que a descentralização trouxe muitos benefícios. No Grupo 2, está alocado também na Vigilância Epidemiológica, suas equipes tem de 2 a 3 profissionais, contam com um computador com versões do sistema operacional mais novas, receberam treinamento do sistema, realizam revisão dos campos em branco da DO e utilizam relatórios do sistema, tem dificuldade na codificação de causa de morte, os dados são utilizados pelo Comitê de Investigação de Morte Materna e Infantil para planejamento e pactuação, e apontam pouco benefício na captação de óbitos fora do município. No Grupo 3, o SIM está alocado no Setor de Informação, tem equipes com 2 a 5 profissionais, 2 computadores, sistemas operacionais novos, profissionais capacitados, usam os relatórios do sistema, as áreas que mais utilizam os dados são o Planejamento de Ações e o Secretário de Saúde, apresentam poucas dificuldades e apontam muitos benefícios na descentralização do sistema. Conclusão: O SIM está amplamente implantado nos municípios paulistas, bem consolidado no Grupo 3, no entanto persistem problemas para a operação do sistema e codificação de causa de morte nos Grupos 1 e 2.… Advisors/Committee Members: Silva, Zilda Pereira da.

Subjects/Keywords: Decentralization; Descentralização; Mortality Information Systems; Municipalização; Municipalization; Sistemas de Informação de Mortalidade

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Minto, C. M. (2015). Sistema de informação de mortalidade nos municípios do estado de São Paulo: análise situacional. (Masters Thesis). University of São Paulo. Retrieved from http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-28102015-102248/ ;

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Minto, Cátia Martinez. “Sistema de informação de mortalidade nos municípios do estado de São Paulo: análise situacional.” 2015. Masters Thesis, University of São Paulo. Accessed February 19, 2020. http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-28102015-102248/ ;.

MLA Handbook (7th Edition):

Minto, Cátia Martinez. “Sistema de informação de mortalidade nos municípios do estado de São Paulo: análise situacional.” 2015. Web. 19 Feb 2020.

Vancouver:

Minto CM. Sistema de informação de mortalidade nos municípios do estado de São Paulo: análise situacional. [Internet] [Masters thesis]. University of São Paulo; 2015. [cited 2020 Feb 19]. Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-28102015-102248/ ;.

Council of Science Editors:

Minto CM. Sistema de informação de mortalidade nos municípios do estado de São Paulo: análise situacional. [Masters Thesis]. University of São Paulo; 2015. Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-28102015-102248/ ;

.