Advanced search options

Advanced Search Options 🞨

Browse by author name (“Author name starts with…”).

Find ETDs with:

in
/  
in
/  
in
/  
in

Written in Published in Earliest date Latest date

Sorted by

Results per page:

Sorted by: relevance · author · university · dateNew search

You searched for +publisher:"University of São Paulo" +contributor:("Oliveira, Zilda Najjar Prado de"). Showing records 1 – 3 of 3 total matches.

Search Limiters

Last 2 Years | English Only

No search limiters apply to these results.

▼ Search Limiters

1. Miguelez, Maria Carolina de Abreu Sampaio. Lúpus eritematoso na infância: estudo retrospectivo com ênfase em suas manifestações cutâneas, classificação e evolução.

Degree: Mestrado, Dermatologia, 2008, University of São Paulo

O lúpus eritematoso foi pouco estudado na infância, principalmente nas formas cutânea crônica, subaguda e bolhosa que são infreqüentes nessa faixa etária. Este trabalho tem por objetivo estudar as diversas formas de lúpus eritematoso em crianças. Para tanto, realizamos um estudo retrospectivo por meio da análise de prontuários de pacientes com lúpus eritematoso que teve início até os 16 anos de idade e que foram acompanhados na Divisão de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo entre 1991 e 2006. Os pacientes incluídos tiveram o diagnóstico feito pelo quadro clínico e confirmado pela histologia cutânea de uma lesão específica. Foram observados 48 pacientes: 33 com lesões discóides, dois com lúpus profundo, quatro com lúpus eritematoso cutâneo subagudo, quatro com lúpus eritematoso cutâneo agudo sem outras lesões específicas e cinco com lúpus eritematoso bolhoso. Analisadas as características clínicas, laboratoriais, histológicas e de imunofluorescência direta. Dezenove casos preencheram critérios para lúpus eritematoso sistêmico. Houve predomínio discreto no sexo feminino. Casos familiares de lúpus eritematoso estavam presentes em 10% dos pacientes. Vinte e quatro por cento das crianças com lesões discóides preencheram critérios para lúpus eritematoso sistêmico, sendo que 75% apresentavam lesões generalizadas. No lúpus eritematoso sistêmico, as manifestações mais freqüentes foram: cutânea, articular e renal. A glomerulonefrite proliferativa difusa foi a forma mais freqüente de nefrite. Foram observadas alterações hematológicas no limite inferior ou abaixo das taxas relatadas na literatura. Acometimento neurológico ocorreu em 68%. Acometimento cardíaco, pulmonar e do sistema digestivo foram pouco freqüentes. O FAN estava positivo em 95% dos casos e o anticorpo anticardiolipina estava presente em 21%. Dois dos quatro pacientes com lúpus eritematoso cutâneo subagudo preencheram critérios para lúpus eritematoso sistêmico e apresentaram convulsões e nefrite, sendo que um necessitou de transplante renal. Todos referiam fotossensibilidade e o anticorpo anti-Ro estava presente em três dos quatro casos. Todos os pacientes com lúpus eritematoso sistêmico bolhoso preencheram critérios para lúpus eritematoso sistêmico com acometimento renal e baixos níveis de complemento. Nenhum dos dois pacientes com lúpus profundo apresentou critérios para lúpus eritematoso sistêmico. Ambos apresentavam quadro disseminado com histologia típica. O quadro histológico nos demais casos também foi característico e a IgM foi o imunodepósito mais freqüente à imunofluorescência direta. A coloração de PAS (ácido periódico/reagente de Schiff) mostrou espessamento da membrana basal em 37 dos 40 casos estudados. Concluímos que o lúpus eritematoso da infância é semelhante ao do adulto, porém apresenta algumas peculiaridades como menor predomínio no sexo feminino, alta taxa de história familiar de lúpus eritematoso e maior associação com lúpus eritematoso sistêmico nas crianças com lesões discóides. Crianças com lúpus eritematoso… Advisors/Committee Members: Oliveira, Zilda Najjar Prado de.

Subjects/Keywords: Child; Criança; Cutaneous lupus erythematosus; Estudos retrospectivos; Lúpus eritematoso cutâneo; Prognosis; Prognóstico; Retrospective studies

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Miguelez, M. C. d. A. S. (2008). Lúpus eritematoso na infância: estudo retrospectivo com ênfase em suas manifestações cutâneas, classificação e evolução. (Masters Thesis). University of São Paulo. Retrieved from http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5133/tde-29012009-111918/ ;

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Miguelez, Maria Carolina de Abreu Sampaio. “Lúpus eritematoso na infância: estudo retrospectivo com ênfase em suas manifestações cutâneas, classificação e evolução.” 2008. Masters Thesis, University of São Paulo. Accessed September 23, 2019. http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5133/tde-29012009-111918/ ;.

MLA Handbook (7th Edition):

Miguelez, Maria Carolina de Abreu Sampaio. “Lúpus eritematoso na infância: estudo retrospectivo com ênfase em suas manifestações cutâneas, classificação e evolução.” 2008. Web. 23 Sep 2019.

Vancouver:

Miguelez MCdAS. Lúpus eritematoso na infância: estudo retrospectivo com ênfase em suas manifestações cutâneas, classificação e evolução. [Internet] [Masters thesis]. University of São Paulo; 2008. [cited 2019 Sep 23]. Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5133/tde-29012009-111918/ ;.

Council of Science Editors:

Miguelez MCdAS. Lúpus eritematoso na infância: estudo retrospectivo com ênfase em suas manifestações cutâneas, classificação e evolução. [Masters Thesis]. University of São Paulo; 2008. Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5133/tde-29012009-111918/ ;

2. Cymbalista, Natalia Cymrot. Hipercromia cutânea idiopática da região orbital: avaliação clínica, histopatológica e imunohistoquímica antes e após tratamento com luz pulsada de alta energia.

Degree: Mestrado, Dermatologia, 2004, University of São Paulo

Introdução: A hipercromia cutânea idiopática (HCIRO) não tem sua etiopatogenia bem esclarecida. Parecem estar envolvidos fatores genéticos (herança familiar autossômica dominante), aumento de melanina na derme, vasculatura proeminente e frouxidão da pele palpebral. Encontraram-se, na revisão da literatura, alguns artigos que contribuíram para o esclarecimento da etiopatogenia. Objetivos: Avaliar clínica e histologicamente indivíduos portadores de HCIRO, antes e após o tratamento com luz pulsada de alta energia (LPAE), considerando-se a quantidade de melanina na epiderme e na derme antes e após o tratamento e, assim, avaliar a eficácia da LPAE no clareamento da HCIRO. Avaliar possível diferença na quantidade de melanina da pálpebra inferior (afetada) em relação à pele pré-auricular (controle). Avaliar a qualidade das células dérmicas na pálpebra inferior, contendo melanina antes do tratamento (observação através de imuno-histoquímica para determinação do tipo de célula dérmica, se macrófagos ou melanócitos). Avaliar a presença ou não de hemossiderina na derme. Avaliar e seguir os indivíduos, clinicamente, após um ano do término do tratamento, para verificar a manutenção da melhora ou a recidiva da HCIRO. Casuística e Método: Selecionaram-se 12 indivíduos portadores de HCIRO, os quais foram submetidos à avaliação clínica através de fotografias e à avaliação histológica antes e após a aplicação de LPAE para o tratamento de HCIRO. Realizaram-se biopsias na pálpebra inferior, antes e após o tratamento com LPAE, e biopsia na pele pré-auricular esquerda para comparar a quantidade de melanina existente nela e na pálpebra inferior, antes do tratamento. Os indivíduos foram submetidos a uma série de uma a quatro sessões de aplicação de LPAE nas pálpebras inferiores, com intervalos de aproximadamente trinta dias entre as sessões. Sete observadores independentes, dermatologistas, analisaram fotografias da região palpebral inferior dos participantes antes e após o tratamento e classificaram os resultados como melhor, pior, ou inalterado. A reprodutibilidade dessa avaliação foi testada através do coeficiente Kappa. A quantificação de melanina, por área, antes e após o tratamento, foi realizada através de morfometria com análise de imagens por computador (método digital). A verificação de presença ou não de hemossiderina dérmica foi realizada pela coloração de Perls e a identificação da célula dérmica que contém melanina foi feita pela imunohistoquímica, com anticorpos monoclonais antimacrófagos humanos tipo CD68 e anticorpos monoclonais antimelanócitos humanos tipo Melan A. Resultados: Segundo os sete observadores, houve melhora clínica (clareamento da pele palpebral inferior) estastisticamente significativa (p=0,024) e o coeficiente Kappa mostrou boa concordância entre os observadores. Todos os indivíduos (100%) apresentaram hipercromia pós-inflamatória transitória, com tempo médio de desaparecimento de seis meses, enquanto 58,33% apresentaram hipocromia transitória, no local das biopsias palpebrais, com duração média de sete… Advisors/Committee Members: Oliveira, Zilda Najjar Prado de.

Subjects/Keywords: Eyelid/anatomy & histology; Fototerapia/métodos; Fototerapia/utilização; Hiperpigmentação/etiologia; Hiperpigmentação/terapia; Hyperpigmentation/etiology; Hyperpigmentation/therapy; Immunohistochemistry/methods; Imunohistoquímica/métodos; Interpretação de Imagem assistida por computador/métodos; Interpretation of computer-assisted image/methods; Melanin/efects of radiation; Melaninas/efeitos de radiação; Mulheres; Pálpebras/anatomia & histologia; Phototherapy/methods; Phototherapy/utilization; Women

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Cymbalista, N. C. (2004). Hipercromia cutânea idiopática da região orbital: avaliação clínica, histopatológica e imunohistoquímica antes e após tratamento com luz pulsada de alta energia. (Masters Thesis). University of São Paulo. Retrieved from http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5133/tde-04042007-130543/ ;

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Cymbalista, Natalia Cymrot. “Hipercromia cutânea idiopática da região orbital: avaliação clínica, histopatológica e imunohistoquímica antes e após tratamento com luz pulsada de alta energia.” 2004. Masters Thesis, University of São Paulo. Accessed September 23, 2019. http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5133/tde-04042007-130543/ ;.

MLA Handbook (7th Edition):

Cymbalista, Natalia Cymrot. “Hipercromia cutânea idiopática da região orbital: avaliação clínica, histopatológica e imunohistoquímica antes e após tratamento com luz pulsada de alta energia.” 2004. Web. 23 Sep 2019.

Vancouver:

Cymbalista NC. Hipercromia cutânea idiopática da região orbital: avaliação clínica, histopatológica e imunohistoquímica antes e após tratamento com luz pulsada de alta energia. [Internet] [Masters thesis]. University of São Paulo; 2004. [cited 2019 Sep 23]. Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5133/tde-04042007-130543/ ;.

Council of Science Editors:

Cymbalista NC. Hipercromia cutânea idiopática da região orbital: avaliação clínica, histopatológica e imunohistoquímica antes e após tratamento com luz pulsada de alta energia. [Masters Thesis]. University of São Paulo; 2004. Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5133/tde-04042007-130543/ ;

3. Abdalla, Cristina Martinez Zugaib. "Avaliação crítica do uso da reação em cadeia da polimerase e exames complementares no diagnóstico da tuberculose cutânea e micobacteriose atípica".

Degree: PhD, Dermatologia, 2005, University of São Paulo

Realizou-se estudo comparando o uso da reação em cadeia da polimerase à evolução clínica e painel de exames tradicionais para diagnóstico em pacientes com suspeita clínica de tuberculose cutânea e micobacteriose atípica. Observou-se sensibilidade da reação em cadeia da polimerase de 88%, especificidade de 83%, valor preditivo positivo de 82%, valor preditivo negativo de 88% e acurácia de 85% com concordância pelo teste de McNemar (p= 0,655). Os exames do painel de maior acurácia, após a reação em cadeia da polimerase, foram o teste tuberculínico com acurácia de 79% e a presença de dermatite crônica granulomatosa com reação em cadeia da polimerase positiva com acurácia também de 79%, ambos com concordância pelo teste de McNemar (p= 0,179 e p= 0,655, respectivamente)

A study was performed comparing the polymerase chain reaction and the traditional panel of exams for the diagnosis in patients with a clinical suspicion of cutaneous tuberculosis and atypical mycobacteria infection to the clinical evaluation. It was observed that the sensitivity of the PCR was 88%, the specificity was 83%, the positive predictive value was 82%, the negative predictive value was 88% and the accuracy was 85% in agreement with the McNemar test (p=0.655). The panel exams of second highest accuracy, were the tuberculin test with an accuracy of 79% and the chronic granulomatous dermatitis with positive PCR, also with an accuracy of 79%, both in agreement with the McNemar test (p=0.179 and p=0.655, respectively)

Advisors/Committee Members: Oliveira, Zilda Najjar Prado de.

Subjects/Keywords: INCLUSÃO EM PARAFINA; MYCOBACTERIUM; MYCOBACTERIUM; MYCOBACTERIUM TUBERCULOSIS; MYCOBACTERIUM TUBERCULOSIS; PARAFFIN EMBEDDING; POLYMERASE CHAIN REACTION; REAÇÃO EM CADEIA DA POLIMERASE; TUBERCULOSE CUTÂNEA/diagnóstico; TUBERCULOSIS CUTANEOUS/diagnosis

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Abdalla, C. M. Z. (2005). "Avaliação crítica do uso da reação em cadeia da polimerase e exames complementares no diagnóstico da tuberculose cutânea e micobacteriose atípica". (Doctoral Dissertation). University of São Paulo. Retrieved from http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5133/tde-27012006-084511/ ;

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Abdalla, Cristina Martinez Zugaib. “"Avaliação crítica do uso da reação em cadeia da polimerase e exames complementares no diagnóstico da tuberculose cutânea e micobacteriose atípica".” 2005. Doctoral Dissertation, University of São Paulo. Accessed September 23, 2019. http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5133/tde-27012006-084511/ ;.

MLA Handbook (7th Edition):

Abdalla, Cristina Martinez Zugaib. “"Avaliação crítica do uso da reação em cadeia da polimerase e exames complementares no diagnóstico da tuberculose cutânea e micobacteriose atípica".” 2005. Web. 23 Sep 2019.

Vancouver:

Abdalla CMZ. "Avaliação crítica do uso da reação em cadeia da polimerase e exames complementares no diagnóstico da tuberculose cutânea e micobacteriose atípica". [Internet] [Doctoral dissertation]. University of São Paulo; 2005. [cited 2019 Sep 23]. Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5133/tde-27012006-084511/ ;.

Council of Science Editors:

Abdalla CMZ. "Avaliação crítica do uso da reação em cadeia da polimerase e exames complementares no diagnóstico da tuberculose cutânea e micobacteriose atípica". [Doctoral Dissertation]. University of São Paulo; 2005. Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5133/tde-27012006-084511/ ;

.