Advanced search options

Advanced Search Options 🞨

Browse by author name (“Author name starts with…”).

Find ETDs with:

in
/  
in
/  
in
/  
in

Written in Published in Earliest date Latest date

Sorted by

Results per page:

Sorted by: relevance · author · university · dateNew search

You searched for +publisher:"Universidade do Rio Grande do Sul" +contributor:("Crossetti, Luciane Oliveira"). Showing records 1 – 2 of 2 total matches.

Search Limiters

Last 2 Years | English Only

No search limiters apply to these results.

▼ Search Limiters


Universidade do Rio Grande do Sul

1. Ribeiro, Karine Aparecida Félix. Variabilidade espacial e padrões de coexistência do fitoplâncton em lagoas costeiras do sul do Brasil.

Degree: 2016, Universidade do Rio Grande do Sul

Durante décadas, a visão prevalente em ecologia de microrganismos era de que os fatores ambientais locais seriam os únicos agentes estruturantes das comunidades e dos padrões de coexistência das espécies. Entretando, estudos recentes têm fornecido evidência de que processos ligados a dispersão possam ser tão importantes quanto o ambiente local na estruturação das comunidades, reacendendo o debate em torno da hipótese clássica sobre a ubiquidade dos microrganismos. Neste estudo, nós examinamos os padrões de coexistência do fitoplâncton e os possíveis determinantes da variação espacial na composição das comunidades em 9 lagoas do sul do Brasil. Nós testamos se as espécies fitoplanctônicas apresentam um padrão não aleatório de coexistência através de um modelo nulo e se distância espacial ou a distância ambiental possuem relação com a similaridade na composição das comunidades. Nós também investigamos se as variáveis ambientais locais são bons preditores da abundância das espécies. Na análise de coexistência, nós não observamos um padrão significativo de estruturação dentro das lagoas, mas encontramos um padrão não-aleatório e segregado das espécies ao longo das lagoas, indicando que as espécies coexistem menos do que o esperado ao acaso nesta escala. A similaridade na composição das comunidades mostrou correlação significativa com a distância ambiental, mas não foi correlacionada com a distância geográfica entre os sítios. Além disso, a variação na abundância das espécies apresentou correlação significativa com as variáveis ambientais locais (transparência da água, condutividade, nitrato e ortofosfato). Em conclusão, nossos resultados apoiam a visão de que a variação espacial do fitoplâncton é melhor explicada pelo ambiente local. Nós não testamos a influência de variáveis históricas e filogenéticas sobre esses padrões, que podem ser temas de estudos futuros, a fim de elucidar ainda mais essas questões.

For decades, the main hypothesis in microbial ecology was that local environment would be the only mechanism structuring communities and patterns of species coexistence. However, recent studies have provided evidence that processes related to dispersion can be as important as the local environment for shaping biological communities, stimulating new debates on the classical hypothesis about the ubiquity of microorganisms. In this study, we examined the phytoplankton coexistence patterns and possible determinants of spatial variation in community composition in 9 lakes of southern Brazil. First, we use a null model analysis for tested whether the phytoplankton species show a nonrandom pattern of coexistence. We also tested whether spatial distance or environmental distance act as potential factors controlling community composition. Finally, we investigated whether local environmental variables are good predictors of species abundance. We did not observe a significant pattern of coexistence species in the within-lakes analysis, but we found a nonrandom pattern of coexistence and segregation of species across-lakes…

Advisors/Committee Members: Crossetti, Luciane Oliveira.

Subjects/Keywords: Coexistence patterns; Lagoas; Fitoplâncton; Distance-decay; Environmental predictors; Subtropical lakes

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Ribeiro, K. A. F. (2016). Variabilidade espacial e padrões de coexistência do fitoplâncton em lagoas costeiras do sul do Brasil. (Thesis). Universidade do Rio Grande do Sul. Retrieved from http://hdl.handle.net/10183/141826

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Ribeiro, Karine Aparecida Félix. “Variabilidade espacial e padrões de coexistência do fitoplâncton em lagoas costeiras do sul do Brasil.” 2016. Thesis, Universidade do Rio Grande do Sul. Accessed November 22, 2019. http://hdl.handle.net/10183/141826.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

MLA Handbook (7th Edition):

Ribeiro, Karine Aparecida Félix. “Variabilidade espacial e padrões de coexistência do fitoplâncton em lagoas costeiras do sul do Brasil.” 2016. Web. 22 Nov 2019.

Vancouver:

Ribeiro KAF. Variabilidade espacial e padrões de coexistência do fitoplâncton em lagoas costeiras do sul do Brasil. [Internet] [Thesis]. Universidade do Rio Grande do Sul; 2016. [cited 2019 Nov 22]. Available from: http://hdl.handle.net/10183/141826.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Council of Science Editors:

Ribeiro KAF. Variabilidade espacial e padrões de coexistência do fitoplâncton em lagoas costeiras do sul do Brasil. [Thesis]. Universidade do Rio Grande do Sul; 2016. Available from: http://hdl.handle.net/10183/141826

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation


Universidade do Rio Grande do Sul

2. Silva, Daniela Hoss da. Redundância funcional em comunidades fitoplânctônicas de lagoas costeiras do sul do Brasil.

Degree: 2016, Universidade do Rio Grande do Sul

A manutenção da diversidade de espécies é um tema central em ecologia, e compreender de que forma as diferentes espécies contribuem aos ecossistemas implica em conhecer os compartimentos da funcionalidade ecológica. A forma como a relação entre função e taxonomia influencia uma comunidade depende do grau de redundância funcional que existe nessa comunidade. Para tanto, são consideradas funcionalmente redundantes as espécies que contribuem da mesma forma aos serviços ecossistêmicos. A redundância funcional prevê que espécies podem desempenhar papéis equivalentes no funcionamento do ecossistema, conferindo assim uma medida de segurança a distúrbios caso a riqueza de espécies seja reduzida. Em sistemas aquáticos, a comunidade fitoplanctônica desempenha um papel ecológico de manutenção de processos primários, como o fluxo de energia. Entretanto, o conhecimento sobre quais fatores são determinantes para o sucesso dessas comunidades em regiões subtropicais permanece escasso. Nessa perspectiva, o objetivo do presente trabalho foi identificar quais fatores ambientais são determinantes para a redundância funcional fitoplanctônica em lagoas costeiras subtropicais. Conduzimos este estudo em nove lagoas do litoral norte do Rio Grande do Sul, sul do Brasil. Avaliamos a comunidade fitoplanctônica do ponto de vista funcional para definir o grau de redundância funcional nessas lagoas. Para determinar quais fatores foram determinantes para as comunidades, realizamos a seleção de modelo lineares mistos. Neste trabalho, a riqueza taxonômica mostrou ser uma boa indicadora da diversidade funcional e ambas estiveram positivamente relacionadas com a riqueza de espécies nas comunidades fitoplanctônicas das lagoas estudadas. Maiores valores de redundância funcional estiveram relacionados a maiores concentrações dos nutrientes fósforo e nitrogênio. Dessa forma, a redundância funcional fitoplanctônica parece ser influenciada pelas variáveis ambientais ligadas à trofia, uma vez que fica evidente a sua relação com nutrientes essenciais ao fitoplâncton. Advisors/Committee Members: Crossetti, Luciane Oliveira.

Subjects/Keywords: Lagoas; Fitoplâncton; Algas

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Silva, D. H. d. (2016). Redundância funcional em comunidades fitoplânctônicas de lagoas costeiras do sul do Brasil. (Thesis). Universidade do Rio Grande do Sul. Retrieved from http://hdl.handle.net/10183/143725

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Silva, Daniela Hoss da. “Redundância funcional em comunidades fitoplânctônicas de lagoas costeiras do sul do Brasil.” 2016. Thesis, Universidade do Rio Grande do Sul. Accessed November 22, 2019. http://hdl.handle.net/10183/143725.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

MLA Handbook (7th Edition):

Silva, Daniela Hoss da. “Redundância funcional em comunidades fitoplânctônicas de lagoas costeiras do sul do Brasil.” 2016. Web. 22 Nov 2019.

Vancouver:

Silva DHd. Redundância funcional em comunidades fitoplânctônicas de lagoas costeiras do sul do Brasil. [Internet] [Thesis]. Universidade do Rio Grande do Sul; 2016. [cited 2019 Nov 22]. Available from: http://hdl.handle.net/10183/143725.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Council of Science Editors:

Silva DHd. Redundância funcional em comunidades fitoplânctônicas de lagoas costeiras do sul do Brasil. [Thesis]. Universidade do Rio Grande do Sul; 2016. Available from: http://hdl.handle.net/10183/143725

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

.