Advanced search options

Advanced Search Options 🞨

Browse by author name (“Author name starts with…”).

Find ETDs with:

in
/  
in
/  
in
/  
in

Written in Published in Earliest date Latest date

Sorted by

Results per page:

Sorted by: relevance · author · university · dateNew search

You searched for +publisher:"Universidade Federal do Amazonas" +contributor:("http://lattes.cnpq.br/9211305601802884"). Showing records 1 – 3 of 3 total matches.

Search Limiters

Last 2 Years | English Only

No search limiters apply to these results.

▼ Search Limiters

1. Ramos, Andrezza da Silva. Estudo químico e avaliação dos potenciais antioxidante e nutricional de frutos de araçá-pera (Psidium acutangulum DC).

Degree: 2013, Universidade Federal do Amazonas

Os araçás são uma variação de goiabeiras, espécies frutíferas do gênero Psidium pertencentes à família Myrtaceae. Compreendem cerca de 150 espécies, a maioria dessas são conhecidas popularmente pelo uso de suas folhas no preparo de chás para o tratamento de problemas digestivos. Seus frutos, de sabor agradável, são muito explorados pela indústria alimentícia. Muitos frutos ainda não foram estudados sob o ponto de vista químico e nutricional. Nesse sentido, propôs-se neste trabalho estudar a composição química e nutricional de frutos de Psidium acutangulum DC (araçá-pera), bem como avaliar seu potencial antioxidante. Frutos de araçá-pera foram coletados, segregados em epicarpo, endocarpo+sementes, fruto inteiro e resíduo de sementes. Alíquota do fruto inteiro foi mantida in natura (PA2 e PA3), cujo teor do ácido L-(+)-ascórbico foi determinado por CLAE-EM como sendo 74,32±1,23mg/100g de fruto fresco. Os materiais vegetais liofilizados foram submetidos à extração com etanol, cujos potenciais antioxidantes frente ao radical livre DPPH foram epicarpo: 191,98±3,20; endocarpo: 406,52±26,42; fruto inteiro: 332,17±36,30 e resíduos de sementes: 41,29±1,72g de fruto fresco/gDPPH•. Esses resultados foram inversamente proporcionais aos teores de fenólicos (epicarpo: 603,61±11,77; endocarpo: 315,13±68,49; fruto inteiro: 481,77±22,60 e resíduo de sementes: 785,68±86,63 mgEAG/100g fruto) e de flavonoides totais (epicarpo: 46,1±3,4; endocarpo: 17,1±2,6; fruto inteiro: 25,7±4,2 e resíduo de sementes: 82,7±3,7 mg/100g de fruto). O extrato hidroalcoólico (P.A.) dos frutos in natura apresentou potenciais antioxidantes frente aos radicais livres ABTS+• e DPPH• de 7,32±0,36 e 34,50±0,12 μg/mL, respectivamente. Os resultados de DPPH e ABTS dos frutos in natura foram expressos em VCEAC (Capacidade Antioxidante por Equivalente de Vitamina C). A análise centesimal revelou teores distintos de proteínas, carboidratos e calorias para as diferentes partes dos frutos de P. acutangulum (p ≤ 0,05). O teor de fibras totais do fruto inteiro foi de 4,17g/100 g, valor compatível com o encontrado em P. guajava (var. mifera, Lin.) e P. cattleyanum, enquanto o teor de proteínas no fruto inteiro (2,36g/100g) mostrou-se maior que o determinado em goiaba branca e vermelha. Quanto aos valores de minerais determinados para esta matriz, observou-se que ferro, cobre e magnésio estão presente em quantidades semelhantes a outros frutos de Psidium. O teor de potássio desse fruto foi de 1,67±0,02g/100g de fruto, valor superior ao encontrado em frutos conhecidos por sua riqueza neste nutriente como a banana pacova (Musa acuminata Colla) e a castanha-do-Brasil (Berthlletia excelsa H.B.K.). A análise por espectrometria de massas e RMN do extrato etanólico do fruto liofilizado (PA) e de suas frações cromatográficas sugere a presença de substâncias glucosídicas (sacarose, glucose, frutose), ácidos orgânicos (ácidos cítrico e málico).

The araza is a variation of guava, fruit species belonging to the family Myrtaceae. It comprises of…

Advisors/Committee Members: Machado, Marcos Batista, 87685795191, http://lattes.cnpq.br/9211305601802884.

Subjects/Keywords: Myrtaceae; Acido ascórbico; Potencial antioxidante; CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA: QUÍMICA: QUÍMICA ORGÂNICA

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Ramos, A. d. S. (2013). Estudo químico e avaliação dos potenciais antioxidante e nutricional de frutos de araçá-pera (Psidium acutangulum DC). (Masters Thesis). Universidade Federal do Amazonas. Retrieved from http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5187

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Ramos, Andrezza da Silva. “Estudo químico e avaliação dos potenciais antioxidante e nutricional de frutos de araçá-pera (Psidium acutangulum DC).” 2013. Masters Thesis, Universidade Federal do Amazonas. Accessed July 04, 2020. http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5187.

MLA Handbook (7th Edition):

Ramos, Andrezza da Silva. “Estudo químico e avaliação dos potenciais antioxidante e nutricional de frutos de araçá-pera (Psidium acutangulum DC).” 2013. Web. 04 Jul 2020.

Vancouver:

Ramos AdS. Estudo químico e avaliação dos potenciais antioxidante e nutricional de frutos de araçá-pera (Psidium acutangulum DC). [Internet] [Masters thesis]. Universidade Federal do Amazonas; 2013. [cited 2020 Jul 04]. Available from: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5187.

Council of Science Editors:

Ramos AdS. Estudo químico e avaliação dos potenciais antioxidante e nutricional de frutos de araçá-pera (Psidium acutangulum DC). [Masters Thesis]. Universidade Federal do Amazonas; 2013. Available from: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5187

2. Azevedo, Sidney Gomes. Caracterização química e atividades biológicas dos óleos essenciais das folhas de Eugenia spp. (myrtaceae) ocorrentes na Amazônia de terra firme.

Degree: 2014, Universidade Federal do Amazonas

O gênero Eugenia (Myrtacaeae) compreende mais de 500 espécies distribuídas na região neotropical, ocorrendo nos principais biomas brasileiros, destacando se o Amazônia, no qual se encontra a Reserva Florestal Adolpho Ducke (RFAD), em Manaus (AM) uma amostra representativa da floresta amazônica de terra firme, onde foram identificadas 28 espécies de Eugenia. A química desse gênero revela uma composição rica em flavonoides/glicosídeos, taninos hidrolisáveis, cumarinas, antocianinas, monoterpenos/sesquiterpenos e triterpenos/esteroides. Contudo, os estudos químicos e biológicos de Eugenia spp. ocorrentes no bioma Amazônia ainda são escassos. Neste contexto, esse trabalho visou a caracterização química e avaliação das atividades biológicas dos óleos essenciais das folhas de sete espécies de Eugenia (Eugenia magna., E. ramosii, E. feijoi , E. lisbonii, E. pseudopsidium, E. marleneae e E. adenocalyx, obtidos por hidrodestilação e analisados por cromatografia gasosa com detectores de ionização por chama (DIC) e massas (EM). As sete espécies foram comparadas para determinar a similaridade através da Análise das Componentes Principais e Análise Hierárquica de Cluster. Os óleos essenciais foram submetidos a ensaios bactericidas pelo método de difusão em disco Agar contendo os microrganismos Escherichia coli, Klebsiella pneumoniae, Burkholderia cepacia, Streptococcus pneumoniae, Enterococcus faecalis e Staphylococcus aureus resistentes a meticilina. Os resultados para os óleos essenciais desses ensaios revelaram atividade antimicrobiana tanto para bactérias Gram-positivas quanto para Gram-negativas. Além disso, avaliou-se a susceptibilidade de linhagens de células tumorais de mama humano (MCF-7), cólon humano (HCT-116), melanoma humano (SKMEL-19), ovário humano (ES-2), adenocarcinoma gástrico (ACP02 ) e uma linhagem normal MRC-5 (fibroblasto humano) frente aos óleos essenciais empregando o teste Alamar-blue. Todas as amostras apresentaram atividade citotóxica em células normais (MRC-5, CI50 entre 33,21-38,38 μg.mL-1) e linhagens tumorais (MCF-7 e HCT-116, ES-2, ACP02, CI50 ≤ 30 μg/mL. A composição química desses óleos essenciais apresentou predominância de compostos sesquiterpênicos, sendo oxido de cariofileno para Eugenia magna, E. ramosii, β-elemeno para um espécie de E. feijoi, E- cariofileno para E. lisbonii, E. pseudopsidium, E. marleneae e E. adenocalyx. Os constituintes químicos comuns em todos óleos essenciais foram α-copaeno, β-elemeno, Ecariofileno, α-humuleno, allo aromadendreno, β-bisaboleno, óxido de cariofileno e óxido de humuleno II.

The genus Eugenia (Myrtacaeae) has more than 500 species distributed in the Neotropics, occurring in the main Brazilian biomes, especially in the Amazon, in which the Forest Reserve Adolpho Ducke (RFAD) in Manaus a representative sample of Amazonian terra firme forest where has identified 28 species of Eugenia. The chemistry of the genus reveals a composition rich in flavonoids / glycosides, hydrolyzable tannins, coumarins, anthocyanins,…

Advisors/Committee Members: Machado, Marcos Batista, 87685795191, http://lattes.cnpq.br/9211305601802884.

Subjects/Keywords: Óleos essenciais; Cromatografia Gasosa; Quimiometria; Citotoxicidade; CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA: QUÍMICA

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Azevedo, S. G. (2014). Caracterização química e atividades biológicas dos óleos essenciais das folhas de Eugenia spp. (myrtaceae) ocorrentes na Amazônia de terra firme. (Masters Thesis). Universidade Federal do Amazonas. Retrieved from http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5262

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Azevedo, Sidney Gomes. “Caracterização química e atividades biológicas dos óleos essenciais das folhas de Eugenia spp. (myrtaceae) ocorrentes na Amazônia de terra firme.” 2014. Masters Thesis, Universidade Federal do Amazonas. Accessed July 04, 2020. http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5262.

MLA Handbook (7th Edition):

Azevedo, Sidney Gomes. “Caracterização química e atividades biológicas dos óleos essenciais das folhas de Eugenia spp. (myrtaceae) ocorrentes na Amazônia de terra firme.” 2014. Web. 04 Jul 2020.

Vancouver:

Azevedo SG. Caracterização química e atividades biológicas dos óleos essenciais das folhas de Eugenia spp. (myrtaceae) ocorrentes na Amazônia de terra firme. [Internet] [Masters thesis]. Universidade Federal do Amazonas; 2014. [cited 2020 Jul 04]. Available from: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5262.

Council of Science Editors:

Azevedo SG. Caracterização química e atividades biológicas dos óleos essenciais das folhas de Eugenia spp. (myrtaceae) ocorrentes na Amazônia de terra firme. [Masters Thesis]. Universidade Federal do Amazonas; 2014. Available from: http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5262

3. Ramos, Andrezza da Silva. Frutos n?o convencionais amaz?nicos: descri??o qu?mica e propriedades antioxidantes e antiglicantes.

Degree: 2019, Universidade Federal do Amazonas

Os frutos pertencentes ?s esp?cies dos g?neros Psidium, Eugenia e Myrcia destacam-se por sua import?ncia econ?mica regional (amaz?nica) e nacional. Nesse trabalho, o estudo qu?mico dos frutos amaz?nicos n?o convencionais de 3 Psidium spp., 5 Myrcia spp. e da Eugenia punicifolia foi realizado empregando uma abordagem metodol?gica pouco invasiva, centrada em m?todos cromatogr?ficos e espectrom?tricos (RMN, DI-ESI-IT-MS/MS e HPLC-DAD-MS) assistidos por ferramentas quimiom?tricas. Al?m da descri??o qu?mica desses frutos, suas propriedades antioxidantes e antiglicantes foram determinadas. Esse estudo levou ? identifica??o de flavonoides glicosilados (quercitrina, miricitrina e astilbina), triterpenos (?cido 2?-hidroxiurs?lico, guavenoico, guajavanoico e madec?ssico), ?cidos fen?licos (derivados de ?cidos g?lico, el?gico e cin?mico), elagitaninos (pedunculagina) e outros ?cidos org?nicos (c?trico, m?lico, chiqu?mico e qu?nico), al?m de ?cidos graxos (linoleico, linol?nico e palm?tico). O teor do ?cido L-(+)-asc?rbico foi quantificado por HPLC-DAD nesses frutos in natura, bem como os teores de quercitrina, ?cido el?gico e g?lico por RMN (ERETIC2). Os extratos metan?licos das polpas de E. punicifolia, das sementes de M. bracteata, dos frutos inteiros verdes de M. minutiflora e das polpas e sementes verdes de M. fenestrata apresentaram melhores respostas antiglicantes e antioxidantes. As an?lises quimiom?tricas (PCA e HCA) mostraram que a composi??o qu?mica variou qualitativamente e quantitativamente nos diferentes est?gios fenol?gicos desses frutos. A an?lise por PLS demonstrou que os elagitaninos e os flavonoides glicosilados presentes nesses frutos est?o correlacionados com as respostas antiglicantes, assim como os derivados do ?cido cin?mico est?o fortemente associados ?s respostas antioxidantes. Assim, o estudo quimiom?trico permitiu associar as respostas dos potenciais antioxidantes e antiglicantes aos constituintes qu?micos presentes nessas matrizes. Dessa forma, os resultados desse estudo qu?mico demonstram a import?ncia nutricional desses frutos amaz?nicos devido ? presen?a de subst?ncias bioativas que podem agir como antioxidantes naturais e servir para preven??o de certas doen?as relacionadas aos processos oxidativos, como tipos de c?ncer e diabetes. Esses resultados motivaram o encapsulamento do suco do fruto de E. punicifolia, cujas efici?ncias de encapsula??o e reten??o s?o promissoras para um bioproduto amaz?nico.

The fruits from the species of Psidium, Eugenia and Myrcia have demonstrated economic importance for Brasil and mainly for Amazon region. In this work, the chemical study of the unconventional Amazon fruits from three Psidium spp., five Myrcia spp. and Eugenia punicifolia was performed using a non-invasive methodological approach, trend on chromatographic and spectrometric methods (NMR, DI-ESI-IT-MS/MS and HPLC-DAD-MS) assisted by chemometric tools. In addition, the antioxidant and antiglycant properties of these fruits were determined. This…

Advisors/Committee Members: Machado, Marcos Batista, http://lattes.cnpq.br/9211305601802884, Queiroz J?nior, Luiz Henrique Keng, http://lattes.cnpq.br/5071272851467384, Nunomura, Sergio Massayoshi, http://lattes.cnpq.br/6054286603565488, Paulino, Bruno Nicolau, http://lattes.cnpq.br/9316313946325894.

Subjects/Keywords: Frutos amaz?nicos; Alimentos funcionais; Espectrometria de Massas; Antioxidantes; Propriedades antiglicantes; CI?NCIAS EXATAS E DA TERRA: QU?MICA; Myrtaceae; Frutos amaz?nicos; Metabol?mica; HPLC; RMN; ERETIC2; Espectrometria de Massas; Quimiometria; Antioxidante; Antiglicante; Encapsulamento; Alimentos funcionais

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Ramos, A. d. S. (2019). Frutos n?o convencionais amaz?nicos: descri??o qu?mica e propriedades antioxidantes e antiglicantes. (Doctoral Dissertation). Universidade Federal do Amazonas. Retrieved from https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7712

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Ramos, Andrezza da Silva. “Frutos n?o convencionais amaz?nicos: descri??o qu?mica e propriedades antioxidantes e antiglicantes.” 2019. Doctoral Dissertation, Universidade Federal do Amazonas. Accessed July 04, 2020. https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7712.

MLA Handbook (7th Edition):

Ramos, Andrezza da Silva. “Frutos n?o convencionais amaz?nicos: descri??o qu?mica e propriedades antioxidantes e antiglicantes.” 2019. Web. 04 Jul 2020.

Vancouver:

Ramos AdS. Frutos n?o convencionais amaz?nicos: descri??o qu?mica e propriedades antioxidantes e antiglicantes. [Internet] [Doctoral dissertation]. Universidade Federal do Amazonas; 2019. [cited 2020 Jul 04]. Available from: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7712.

Council of Science Editors:

Ramos AdS. Frutos n?o convencionais amaz?nicos: descri??o qu?mica e propriedades antioxidantes e antiglicantes. [Doctoral Dissertation]. Universidade Federal do Amazonas; 2019. Available from: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7712

.