Advanced search options

Advanced Search Options 🞨

Browse by author name (“Author name starts with…”).

Find ETDs with:

in
/  
in
/  
in
/  
in

Written in Published in Earliest date Latest date

Sorted by

Results per page:

Sorted by: relevance · author · university · dateNew search

You searched for +publisher:"Universidade Federal do Amazonas" +contributor:("http://lattes.cnpq.br/7586000539250536"). Showing records 1 – 3 of 3 total matches.

Search Limiters

Last 2 Years | English Only

No search limiters apply to these results.

▼ Search Limiters

1. Tananta, Fabio Vidal. Estudo químico do extrato hexânico das folhas e dos extratos dos calos cultivados in vitro de Duroia macrophylla Huber (Rubiaceae).

Degree: 2017, Universidade Federal do Amazonas

Muitos fármacos sintéticos têm alguma relação com as substâncias isoladas de plantas que foram foco de estudos fitoquímicos. Neste trabalho, a espécie vegetal escolhida foi a Duroia macrophylla (Rubiaceae), popularmente conhecida como "apurui" ou "puruigrande-da-mata", a qual é rica em substâncias como terpenos e alcaloides, o que pôde ser verificado através das análises e estudos anteriormente realizados. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi realizar o fracionamento do extrato hexânico das folhas de Duroia macrophylla, dos extratos hexânico, acetato de etila e metanólico de seus calos obtidos in vitro, e ainda, avaliar a atividade antimicrobiana dos extratos. O extrato hexânico das folhas de D. macrophylla foi fracionado e em três frações foi identificado o sitosterol como principal constituinte e um sequiterpeno como constituinte majoritário de uma fração, porém a sua estrutura não pôde ser identificada. O fracionamento do extrato acetato de etila dos calos de D. macrophylla forneceu duas frações com elevado grau de pureza, uma contendo um triterpeno como constituinte majoritário e a outra contendo um açúcar. Porém, também não foi possível identificar as estruturas até o fechamento deste trabalho. Em relação ao potencial antimicrobiano, o extrato hexânico das folhas foi capaz de inibir as cepas de Edwardsiella tarda (1000 μg/mL), Pseudomonas aeruginosa (1000 μg/mL) e Serratia marcescens (250 μg/mL) e os extratos acetato de etila e metanólico dos calos mostraram inibição frente às cepas de Aeromonas hydrophila (na concentração de 30 μg/mL e 125 μg/mL respectivamente), Acinetobacter baumannii (na concentração de 1000 μg/mL e 60 μg/mL respectivamente), Candida albicans (na concentração de 1000 μg/mL e 30 μg/mL respectivamente) e Candida parapsilosis (na concentração de 60 μg/mL para os dois extratos). Estes resultados incentivam a continuação do fracionamento dos extratos das folhas e dos calos desta espécie a fim de poder isolar as substâncias (esteroides ou triterpenos) responsáveis pelas atividades.

Many synthetic drugs have some relationship to the substances isolated from plants that were the focus of phytochemical studies. In this work, the plant species chosen was Duroia macrophylla (Rubiaceae), popularly known as "apurui" or "purui-grande-damata", which is rich in substances such as terpenes and alkaloids, which could be verified through analyzes and studies previously performed. In this context, the objective of this work was to perform the fractionation of the hexane extract of the leaves of Duroia macrophylla and the hexane, ethyl acetate and methanolic extracts of its callus obtained in vitro. The hexanic extract of the leaves of D. macrophylla was fractionated and in three fractions sitosterol was identified as the main constituent and a sesquiterpene as the major constituent of another fraction, but its structure could not be identified. Fractionation of the ethyl acetate extract of the callus of D. macrophylla provided two fractions of high purity, one containing one triterpene as the major…

Advisors/Committee Members: Nunez, Cecília Verônica, 21967472890, http://lattes.cnpq.br/2046473694108264, Ramos, Daiane Martins, http://lattes.cnpq.br/7586000539250536, Nunomura, Sergio Massayoshi, http://lattes.cnpq.br/6054286603565488, [email protected].

Subjects/Keywords: Duroia macrophylla; Apurui; Terpenos; Açúcar; Calos; CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA: QUÍMICA: QUÍMICA ORGÂNICA: QUÍMICA DOS PRODUTOS NATURAIS

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Tananta, F. V. (2017). Estudo químico do extrato hexânico das folhas e dos extratos dos calos cultivados in vitro de Duroia macrophylla Huber (Rubiaceae). (Masters Thesis). Universidade Federal do Amazonas. Retrieved from https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6939

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Tananta, Fabio Vidal. “Estudo químico do extrato hexânico das folhas e dos extratos dos calos cultivados in vitro de Duroia macrophylla Huber (Rubiaceae).” 2017. Masters Thesis, Universidade Federal do Amazonas. Accessed August 08, 2020. https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6939.

MLA Handbook (7th Edition):

Tananta, Fabio Vidal. “Estudo químico do extrato hexânico das folhas e dos extratos dos calos cultivados in vitro de Duroia macrophylla Huber (Rubiaceae).” 2017. Web. 08 Aug 2020.

Vancouver:

Tananta FV. Estudo químico do extrato hexânico das folhas e dos extratos dos calos cultivados in vitro de Duroia macrophylla Huber (Rubiaceae). [Internet] [Masters thesis]. Universidade Federal do Amazonas; 2017. [cited 2020 Aug 08]. Available from: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6939.

Council of Science Editors:

Tananta FV. Estudo químico do extrato hexânico das folhas e dos extratos dos calos cultivados in vitro de Duroia macrophylla Huber (Rubiaceae). [Masters Thesis]. Universidade Federal do Amazonas; 2017. Available from: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6939

2. Oliveira, Juliana Gomes de Souza. Bioprospecção de alcaloides em extratos de fungos endofíticos de Duroia macrophylla Huber (Rubiaceae).

Degree: 2018, Universidade Federal do Amazonas

Os micro-organismos endofíticos apresentam um enorme potencial para a produção de substâncias bioativas e são uma alternativa para o desenvolvimento de novos medicamentos contra várias doenças, entre as quais o câncer e as doenças infecciosas. As plantas da família Rubiaceae apresentam um grande potencial biotecnológico, como por exemplo a Duroia macrophylla, que já revelou a presença de um alcaloide com atividade antitumoral e baixa toxicidade para células não neoplásicas e oito alcaloides com atividade antimicobacteriana, o que resultou em duas patentes para este grupo de pesquisa. Por essas razões foi proposto o estudo do potencial biotecnológico dos micro-organismos endofíticos desta planta. Foram isolados 47 fungos endofíticos e destes selecionaram-se 21 fungos morfologicamente diferentes para a prospecção química e biológica dos seus extratos provenientes do micélio e do caldo fermentado. Dentre os extratos metanólicos, nenhum apresentou atividade antioxidante e 18 mostraram atividade antibacteriana. Os extratos obtidos da fase-acetato de etila dos fungos Dm SB 43 e Dm BDA 12c foram ativos contra A. salina, apresentando CL50 de 109,5 e 605,5 µg/mL, respectivamente. Foram encontrados indícios de substâncias fenólicas, alcaloides, terpenos e açúcares. Quatro fungos apresentaram indícios de produção de alcaloides. Um deles foi selecionado para um novo cultivo com mais repetições para obtenção de quantidades maiores de extratos. Esse fungo foi identificado como Xylaria sp., e todos os seus extratos apresentaram toxicidade alta ou moderada contra A. salina. Apenas dois não apresentaram atividade antibacteriana e nenhum extrato demonstrou atividade antioxidante. Os extratos micélio-diclorometano, micélio-acetato de etila e fasediclorometano apresentaram indícios de alcaloides na CCDC e foram fracionados. A partir desses fracionamentos foram isoladas a citocalasina D e outras duas substâncias que estão em fase de elucidação. Devido à pouca massa de substâncias isoladas, apenas a citocalasina D foi submetida aos ensaios biológicos e químico, que foi fortemente citotóxica contra A. salina (31,4 µg/mL) e não apresentou atividade antibacteriana e antioxidante nas concentrações testadas. A maior atividade antitumoral dos extratos de Xylaria sp. e da citocalasina D foi contra a linhagem celular HCT 116 (viabilidade celular de 53,5; 56,9; 58,4 e 77,28%). Já contra as células MCF7 e DU145 foi observada ausência ou baixa atividade. Contra a linhagem de células sadias MRC-5, a citocalasina D não apresentou citotoxicidade. Este resultado pode ser útil em relação à toxicidade da substância em possíveis correlações com outras atividades biológicas. Portanto, este estudo demonstrou a diversidade de classes químicas e o potencial de atividades biológicas que os fungos endofíticos de D. macrophylla apresentam, além do primeiro relato de Xylaria sp. nesta planta, que apresentou ser um grande produtor de citocalasina D.

Endophytic microorganisms have enormous potential for the production of bioactive substances and are an…

Advisors/Committee Members: Nunez, Cecília Verônica, 219.674.728-90, http://lattes.cnpq.br/2046473694108264, Fernandes, Ormezinda Celeste Cristo, 984.800.577-34, http://lattes.cnpq.br/6470486935659372, Nunomura, Rita de Cássia Saraiva, 609.519.582-91, http://lattes.cnpq.br/4964432473792729, Oliveira, Luiz Antonio de, 862.606.938-34, http://lattes.cnpq.br/9931395111001102, Ramos, Daiane Martins, 009.026.149-67, http://lattes.cnpq.br/7586000539250536, [email protected].

Subjects/Keywords: Amazônia; Biotecnologia; Metabolismo secundário; Atividades biológicas; Amazon; Biotechnology; Secondary metabolism; Biological activities; CIÊNCIAS BIOLÓGICAS: MICROBIOLOGIA: MICROBIOLOGIA APLICADA; CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA: QUÍMICA: QUÍMICA ORGÂNICA

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Oliveira, J. G. d. S. (2018). Bioprospecção de alcaloides em extratos de fungos endofíticos de Duroia macrophylla Huber (Rubiaceae). (Doctoral Dissertation). Universidade Federal do Amazonas. Retrieved from https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7007

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Oliveira, Juliana Gomes de Souza. “Bioprospecção de alcaloides em extratos de fungos endofíticos de Duroia macrophylla Huber (Rubiaceae).” 2018. Doctoral Dissertation, Universidade Federal do Amazonas. Accessed August 08, 2020. https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7007.

MLA Handbook (7th Edition):

Oliveira, Juliana Gomes de Souza. “Bioprospecção de alcaloides em extratos de fungos endofíticos de Duroia macrophylla Huber (Rubiaceae).” 2018. Web. 08 Aug 2020.

Vancouver:

Oliveira JGdS. Bioprospecção de alcaloides em extratos de fungos endofíticos de Duroia macrophylla Huber (Rubiaceae). [Internet] [Doctoral dissertation]. Universidade Federal do Amazonas; 2018. [cited 2020 Aug 08]. Available from: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7007.

Council of Science Editors:

Oliveira JGdS. Bioprospecção de alcaloides em extratos de fungos endofíticos de Duroia macrophylla Huber (Rubiaceae). [Doctoral Dissertation]. Universidade Federal do Amazonas; 2018. Available from: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7007

3. Coelho, Lucyanna Moura. Estudo proteômico de calos, folhas e galhos de Duroia macrophylla Huber (Rubiaceae).

Degree: 2018, Universidade Federal do Amazonas

Duroia macrophylla é uma Rubiaceae que vem se destacando com descobertas da presença de metabólitos secundários como alcaloides, flavonoides e terpenos. E estes metabólitos têm sua importância na exploração de moléculas com alvos terapêuticos para a pesquisa de novos medicamentos. Sendo assim, o objetivo deste trabalho é analisar calos, folhas e galhos de D. macrophylla Huber, visando o conhecimento das proteínas relacionadas à produção dos metabólitos secundários por meio da análise proteômica. Neste trabalho, utilizou-se a técnica de eletroforese uni e bidimensional seguida da identificação das bandas e spots por espectrometria de massas. Das 3.024 proteínas identificadas neste trabalho, 364 são de defesa e resposta ao estresse e 51 do metabolismo secundário nos três tecidos estudados. Dentre as proteínas envolvidas na produção de alcaloides, foram identificadas em calos, a cafeína sintase e a deacetoxivindolina hidroxilase que é uma enzima catalizadora para a produção de vindolina e vincristina, pertencente às vias biossintéticas da cafeína e dos alcaloides indólicos, respectivamente. Isto confirma que os calos possuem capacidade de produzir metabólitos secundários de interesse farmacêutico. Este trabalho descreveu pela primeira vez a análise proteômica para calos, folhas e galhos de D. macrophylla por meio de espectrometria de massas.

Duroia macrophylla is a Rubiaceae that has been highlighted with discoveries of the presence of secondary metabolites like alkaloids, flavonoids and terpenes. These metabolites have their importance in the exploration of molecules with therapeutic targets for the research of new medicines. Thus, the objective of this work is to analyze callus, leaves and branches of D. macrophylla Huber, aiming the knowledge of the proteins related to the production of the secondary metabolites through the proteomic analysis. In this work, the uni and bidimensional electrophoresis technique was used followed by identification of bands and spots by mass spectrometry. Of the 3,024 proteins identified in this study, 364 are of defense and response to stress and 51 of secondary metabolism in the three tissues studied. Among the proteins involved in the production of alkaloids, caffeine synthase and deacetoxyvindoline hydroxylase have been identified in callus, which is a catalytic enzyme for the production of vincristine and vincristine, belonging to the biosynthetic pathways of caffeine and indole alkaloids, respectively. This confirms that callus has the ability to produce secondary metabolites of pharmaceutical interest. This work described for the first time the proteomic analysis for callus, leaves and branches of D. macrophylla by means of mass spectrometry.

FAPEAM - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas

Advisors/Committee Members: Andrade, Edmar Vaz de, 46957375153, http://lattes.cnpq.br/4691893433367918, Nunez, Cecilia Veronica, http://lattes.cnpq.br/2046473694108264, Lopes-Lozano, Jorge Luíz, http://lattes.cnpq.br/6251525203051399, Souza, Júlio Cezar, http://lattes.cnpq.br/3897653277960554, Ramos, Daiane Martins, http://lattes.cnpq.br/7586000539250536, Pinangé, Diego Sotero de Barros, http://lattes.cnpq.br/2039523676183618, [email protected].

Subjects/Keywords: Metabolismo secundário; Proteoma vegetal; Puruí; Duroia macrophylla Huber; Secondary metabolism; Plant proteomics; CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Coelho, L. M. (2018). Estudo proteômico de calos, folhas e galhos de Duroia macrophylla Huber (Rubiaceae). (Doctoral Dissertation). Universidade Federal do Amazonas. Retrieved from https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6909

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Coelho, Lucyanna Moura. “Estudo proteômico de calos, folhas e galhos de Duroia macrophylla Huber (Rubiaceae).” 2018. Doctoral Dissertation, Universidade Federal do Amazonas. Accessed August 08, 2020. https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6909.

MLA Handbook (7th Edition):

Coelho, Lucyanna Moura. “Estudo proteômico de calos, folhas e galhos de Duroia macrophylla Huber (Rubiaceae).” 2018. Web. 08 Aug 2020.

Vancouver:

Coelho LM. Estudo proteômico de calos, folhas e galhos de Duroia macrophylla Huber (Rubiaceae). [Internet] [Doctoral dissertation]. Universidade Federal do Amazonas; 2018. [cited 2020 Aug 08]. Available from: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6909.

Council of Science Editors:

Coelho LM. Estudo proteômico de calos, folhas e galhos de Duroia macrophylla Huber (Rubiaceae). [Doctoral Dissertation]. Universidade Federal do Amazonas; 2018. Available from: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6909

.