Advanced search options

Advanced Search Options 🞨

Browse by author name (“Author name starts with…”).

Find ETDs with:

in
/  
in
/  
in
/  
in

Written in Published in Earliest date Latest date

Sorted by

Results per page:

Sorted by: relevance · author · university · dateNew search

You searched for +publisher:"Universidade Federal do Amazonas" +contributor:("Yamaguchi, Klenicy Kazumy de Lima"). Showing records 1 – 2 of 2 total matches.

Search Limiters

Last 2 Years | English Only

No search limiters apply to these results.

▼ Search Limiters

1. Moita, Isadora da Silva. Caracteriza??o qu?mica das cascas das sementes de esp?cies do g?nero Theobroma.

Degree: 2019, Universidade Federal do Amazonas

As esp?cies Theobroma grandiflorum, T. cacao e T. subincanum pertencem ao g?nero Theobroma da fam?lia Sterculiaceae. Quimicamente, as esp?cies do g?nero s?o caracterizadas por apresentar triterpenos, esteroides, flavonoides e alcaloides pur?nicos. Estudos realizados no Grupo de Pesquisa de Qu?mica de Biomol?culas da Amaz?nia (Q-BiomA), relataram perfil qu?mico rico em compostos fen?licos nas cascas das sementes de T. grandiflorum. Estes resultados motivaram a execu??o do presente trabalho de compara??o de esp?cies de Theobroma com caracter?sticas f?sicas e qu?micas semelhantes e avalia??o da atividade antioxidante das esp?cies. Os extratos hidroalcoolicos das cascas das sementes das tr?s esp?cies, foram obtidos por macera??o exaustiva, a esp?cie T. grandiflorum apresentou maior rendimento. O perfil cromatogr?fico dos extratos e fra??es foram avaliado por CCDAE, onde foi poss?vel sugerir a presen?a de diferentes flavonoides. A an?lise por EM no modo negativo, evidenciou a semelhan?a das esp?cies T. grandiflorum e T. subincanum. As fa??es foram analisadas por CLUAE-DAD em uma corrida em modo gradiente de 20min, foi poss?vel observar a presen?a da teacrina, ao se comparar os dados obtidos com o padr?o de teacrina, nas esp?cies T. grandiflorum e T. subincanum. Os resultados obtidos das an?lises realizadas com todas as fra??es das esp?cies em estudo, por CLUAE-EMAR/MS2, permitiram identificar diferentes subst?ncias fen?licas: em T. subincanum foram detectados como principais ?ons, m/z 179 (?cido cafeico), m/z 191 (?cido isoc?trico), m/z 329 (?cido vanilico glucos?deo) m/z 431 (vitexina), m/z 477 (hipoleatina-8-O- O-?-D-glucoron?deo), m/z 557 (hipoleatina-8- O-?-D- glucoron?deo 3??-O-sulfato), m/z 461 (isoscutelare?na-8-O-?-D-glucoron?deo), m/z 541 (teograndina I), estas subst?ncias foram relatadas pela primeira vez na esp?cie. A metabol?mica global foi aplicada com m?todos de an?lises de PCA e HCA, onde foi poss?vel confirmar a similaridade de todas as fra??es analisadas, entre as esp?cies T.grandiflorum e T. subincanum e a diferencia??o da esp?cie T. cacao. O extrato hidroalcoolico de T. grandiflorum foi o mais ativo quantitativamente frente aos dois radicais livres, DPPH (44,50 ? 3,35 ?g/mL ? DP) e ABTS (72,17 ? 0,76 ?g/mL ? DP). A utiliza??o de diferentes t?cnicas cromatogr?ficas e diferentes detectores, confirmou a semelhan?a do perfil qu?mico das cascas das sementes das esp?cies T. grandiflorum e T. subincanum, sendo este o ?nico trabalho comparativo das cascas das sementes, um res?duo de ind?strias de alimentos, envolvendo diferentes t?cnicas cromatogr?ficas.

The species Theobroma grandiflorum, T. cacao and T. subincanum belong to the genus Theobroma of the family Sterculiaceae. Chemically, the species of the genus are characterized by presenting purine triterpenes, steroids, flavonoids and alkaloids. Studies conducted by the Amazon Biomolecule Chemistry Research Group (Q-BiomA) reported a chemical profile rich in phenolic compounds in the T. grandiflorum seed husks. These results motivated the execution of the…

Advisors/Committee Members: Veiga Junior, Valdir Flor?ncio da, 018.728.677.90, http://lattes.cnpq.br/0581412073128121, Yamaguchi, Klenicy Kazumy de Lima, http://lattes.cnpq.br/9935066425464773, Nunomura, Rita de Cassia Saraiva, http://lattes.cnpq.br/4964432473792729, Rocha, Waldireny Caldas, http://lattes.cnpq.br/0161052060648197, [email protected].

Subjects/Keywords: Theobroma; Flavon?ides; Antioxidantes; CI?NCIAS EXATAS E DA TERRA: QU?MICA; Theobroma; Flavonoides; Atividade antioxidante; Metaboloma global

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Moita, I. d. S. (2019). Caracteriza??o qu?mica das cascas das sementes de esp?cies do g?nero Theobroma. (Masters Thesis). Universidade Federal do Amazonas. Retrieved from https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7444

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Moita, Isadora da Silva. “Caracteriza??o qu?mica das cascas das sementes de esp?cies do g?nero Theobroma.” 2019. Masters Thesis, Universidade Federal do Amazonas. Accessed July 14, 2020. https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7444.

MLA Handbook (7th Edition):

Moita, Isadora da Silva. “Caracteriza??o qu?mica das cascas das sementes de esp?cies do g?nero Theobroma.” 2019. Web. 14 Jul 2020.

Vancouver:

Moita IdS. Caracteriza??o qu?mica das cascas das sementes de esp?cies do g?nero Theobroma. [Internet] [Masters thesis]. Universidade Federal do Amazonas; 2019. [cited 2020 Jul 14]. Available from: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7444.

Council of Science Editors:

Moita IdS. Caracteriza??o qu?mica das cascas das sementes de esp?cies do g?nero Theobroma. [Masters Thesis]. Universidade Federal do Amazonas; 2019. Available from: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/7444

2. Brito, Ricardo Gomes de. Produção de amilase por Aspergillus flavus isolado a partir da mandioca (Manihot esculenta).

Degree: 2017, Universidade Federal do Amazonas

Nas ultimas quatro décadas graças ao avanço da biotecnologia a indústria de enzimas teve um rápido e grade desenvolvimento chegando ao patamar que conhecemos hoje . Quanto às amilases, estas estão entre as principais classes de enzimas industriais tendo aproximadamente 25% do mercado mundial de enzimas. As enzimas amilolíticas são amplamente utilizadas em aplicações biotecnológicas que vão desde a Indústria de alimentos, fermentação, têxtil, de papel, entre outras.Varias amilases microbianas estão disponíveis comercialmente e são utilizadas na hidrolise do amido, que é um homopolissacaideo formado por unidades de glicose unidas por ligações glicosídicas. É composto por dois polissacarídeos, a amilose e a amilopectina, as amilases atuam na quebra das ligações glicosídicas presentes nas cadeias de amilose e amilopectina. Objetivou-se no presente estudo a produção de enzimas amilolíticas a partir de fungos filamentosos, através de fermentação no estado liquido, visando a potencial utilização em processos biotecnológicos. A atividade amilolítica foi determinada pelo método que baseia -se na variação da intensidade da cor do complexo iodo-amido, denominado de atividade dextrinizante (FUWA, 1954). Para dosagem foram usados pH 6 e temperatura a 50° C, parâmetros esses definidos como sendo os que as amilases em estudo apresentaram sua máxima atividade que foi de 79,2 U/mL. Também foi feita caracterização cinética das amilases em estudo e de acordo com o método de Lineweaver-Burk foi possível determinar a constante Michaelis-Menten KM e também o valor de Vmáx que foram 37,2 mg/mL para KM e 4,0 mg/mL/min. para Vmáx. Quanto à identificação do isolado selecionado, tanto a analise morfologia quanto a molecular tiveram como resultado a espécie Aspergillus flavus sendo que na identificação molecular foram analisadas duas regiões do DNA as regiões ITS e RSU ambas com 100% para a espécie em questão.

In the last four decades thanks to the advancement of biotechnology the enzyme industry has had a rapid and rapid development reaching the threshold we know today. As for amylases, these are among the major classes of industrial enzymes having approximately 25% of the world market for enzymes. Amylolytic enzymes are widely used in biotechnology applications ranging from the food industry, fermentation, textile, paper, among others. Several microbial amylases are diponivies commercially and are used in the hydrolysis of starch, which is a homopolysaccharide formed by glucose units linked by glycosidic bonds. It consists of two polysaccharides, amylose and amylopectin; amylases act to break the glycosidic bonds present in the amylose and amylopectin chains. The objective of this study was the production of amylolytic enzymes from filamentous fungi, through fermentation in the liquid state, aiming at the potential use in biotechnological processes. The amylolytic activity was determined by the method based on the color intensity variation of the iodo-starch complex, called the dextrinizing activity (FUWA, 1954). For dosing, pH 6 and…

Advisors/Committee Members: Astolfi Filho, Spartaco, 10245197168, http://lattes.cnpq.br/2699190136695057, Carmo, Edson Junior do, 00029720184, http://lattes.cnpq.br/5780309549588357, Costa, Josemar Gurgel da, http://lattes.cnpq.br/4452132280168723, Yamaguchi, Klenicy Kazumy de Lima, http://lattes.cnpq.br/9935066425464773, [email protected].

Subjects/Keywords: Amilase; Fungos filamentosos; Amido; Enzimas amilolíticas; Amylase; Filamentous fungi; Amylolytic enzymes; CIÊNCIAS BIOLÓGICAS: MICROBIOLOGIA; CIÊNCIAS BIOLÓGICAS: BIOQUÍMICA: ENZIMOLOGIA

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Brito, R. G. d. (2017). Produção de amilase por Aspergillus flavus isolado a partir da mandioca (Manihot esculenta). (Masters Thesis). Universidade Federal do Amazonas. Retrieved from https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6960

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Brito, Ricardo Gomes de. “Produção de amilase por Aspergillus flavus isolado a partir da mandioca (Manihot esculenta).” 2017. Masters Thesis, Universidade Federal do Amazonas. Accessed July 14, 2020. https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6960.

MLA Handbook (7th Edition):

Brito, Ricardo Gomes de. “Produção de amilase por Aspergillus flavus isolado a partir da mandioca (Manihot esculenta).” 2017. Web. 14 Jul 2020.

Vancouver:

Brito RGd. Produção de amilase por Aspergillus flavus isolado a partir da mandioca (Manihot esculenta). [Internet] [Masters thesis]. Universidade Federal do Amazonas; 2017. [cited 2020 Jul 14]. Available from: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6960.

Council of Science Editors:

Brito RGd. Produção de amilase por Aspergillus flavus isolado a partir da mandioca (Manihot esculenta). [Masters Thesis]. Universidade Federal do Amazonas; 2017. Available from: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/6960

.