Advanced search options

Advanced Search Options 🞨

Browse by author name (“Author name starts with…”).

Find ETDs with:

in
/  
in
/  
in
/  
in

Written in Published in Earliest date Latest date

Sorted by

Results per page:

Sorted by: relevance · author · university · dateNew search

You searched for +publisher:"Universidade Federal de Pernambuco" +contributor:("Nascimento, Elizabeth do "). Showing records 1 – 3 of 3 total matches.

Search Limiters

Last 2 Years | English Only

No search limiters apply to these results.

▼ Search Limiters

1. Luz Neto, Laércio Marques da. Desnutrição proteica perinatal, pós-desmame e plasticidade fenotípica: um estudo da resposta adaptativa preditiva.

Degree: 2014, Universidade Federal de Pernambuco

CAPES

A partir da hipótese de que manter os descendentes com a mesma dieta materna gera uma resposta “preditiva-adaptativa’, reduzindo risco de distúrbios metabólicos, objetivou-se estudar alguns parâmetros fisio-metabólicos nas mães e descendentes machos submetidos à dieta hipoprotéica na vida perinatal seguida ou não de dieta normoprotéica pós-desmame. Ratos machos da linhagem Wistar da UFPE, provenientes de 11 ratas primíparas que receberam dieta hipoprotéica (LP) ou normoproteica (C) na gestação/lactação, formaram 3 grupos segundo dieta pós-desmame: CC (controle com caseína-normoproteica), LPp (hipoprotéico, com caseína-hipoproteica) e LPC (hipoproteico, e “recuperado” com caseína-normoproteica). Avaliou-se nos filhotes e mães: evolução ponderal, ingestão de ração, peso de órgãos e parâmetros bioquímicos. Nos filhotes também determinou-se gordura hepática e teste de tolerância oral à glicose. A dieta hipoprotéica causou maior variação de peso, redução do consumo de ração, hipercolesterolemia e maior gordura abdominal nas lactantes. Nos filhotes, causou déficit do peso e comprimento corporal. Porém, o uso de dieta caseína-normoproteica pós-desmame melhorou a massa corporal e comprimento longitudinal, comprovando catch-up de crescimento. Outros parâmetros observados no grupo LPC se assemelharam ao CC. A manutenção dos filhotes com dieta hipoproteica causou aumento percentual de peso similar ao CC pós-desmame, mas sem ocorrência de catch-up; maior tolerância à glicose, e, menor gordura visceral. A dieta hipoprotéica causou danos ao organismo em mães e prole, e, a dieta de recuperação foi eficaz no catch-up de crescimento. Portanto, os resultados obtidos com a continuidade da dieta LP nos permite concluir a existência de um possível estado de resposta preditiva-adaptativa.

Advisors/Committee Members: Nascimento, Elizabeth do.

Subjects/Keywords: Desnutrição proteica; Alterações do peso corporal; Consumo de alimentos; Teste de tolerância a glucose; Ratos

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Luz Neto, L. M. d. (2014). Desnutrição proteica perinatal, pós-desmame e plasticidade fenotípica: um estudo da resposta adaptativa preditiva. (Masters Thesis). Universidade Federal de Pernambuco. Retrieved from https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12766

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Luz Neto, Laércio Marques da. “Desnutrição proteica perinatal, pós-desmame e plasticidade fenotípica: um estudo da resposta adaptativa preditiva.” 2014. Masters Thesis, Universidade Federal de Pernambuco. Accessed April 18, 2021. https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12766.

MLA Handbook (7th Edition):

Luz Neto, Laércio Marques da. “Desnutrição proteica perinatal, pós-desmame e plasticidade fenotípica: um estudo da resposta adaptativa preditiva.” 2014. Web. 18 Apr 2021.

Vancouver:

Luz Neto LMd. Desnutrição proteica perinatal, pós-desmame e plasticidade fenotípica: um estudo da resposta adaptativa preditiva. [Internet] [Masters thesis]. Universidade Federal de Pernambuco; 2014. [cited 2021 Apr 18]. Available from: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12766.

Council of Science Editors:

Luz Neto LMd. Desnutrição proteica perinatal, pós-desmame e plasticidade fenotípica: um estudo da resposta adaptativa preditiva. [Masters Thesis]. Universidade Federal de Pernambuco; 2014. Available from: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12766

2. Carvalho, Michelle Figueiredo. Dieta Experimental com Base nos Alimentos da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF)- 2002/2003 Durante Gestação e Lactação: Repercussões Sobre Desempenho Reprodutivo, Dimensões Corporais e Perfil Bioquímico de Filhotes.

Degree: 2012, Universidade Federal de Pernambuco

O presente estudo avaliou os efeitos de uma dieta experimental baseada nos alimentos adquiridos para consumo pelos brasileiros segundo a Pesquisa de Orçamento Familiar (POF) 2002/2003 durante a gestação e lactação e/ou pós-desmame sobre os desempenhos maternos crescimento, desenvolvimento, adiposidade, dimensões corporais e perfil bioquímico na prole. Ratas Wistar (n= 12), alimentadas ad libitum com dieta comercial Labina®, Brasil ou dieta experimental na gestação e lactação formaram os grupos GC e GPOF. Do desmame aos 120 dias novos subgrupos foram formados: Controle-controle (GCC); controle-POF (GCP); POF-controle (GPC) e POF-POF (GPP). A significância adotada em todas as análises foi de 5%. A dieta POF aumentou a duração da gestação [GC:21,00(21,00-21,00); GPOF: 22,00(21,25-22,00)] e provocou nas mães perda de peso ao final da lactação (GC: 27,92±18,47g; GPOF: -15,66±16,90g), menor consumo alimentar, energético e de nutrientes, exceto de lipídeos. A prole GPOF apresentou menor peso ao desmame e menor comprimento naso-anal. No entanto, não diferiu nos eixos cranianos, na maioria dos reflexos e caracteres físicos e até adiantou alguns desses parâmetros: colocação pelas vibrissas [GC: 12,00 (9,00-15,00); GPOF: 9,50 (9,00-14,00)] e queda livre [GC: 18,00 (17,00-20,00); GPOF: 16,00 (13,00-18,00)] e da característica física de abertura do pavilhão auditivo [GC: 3,00 (3,00-3,00); GPOF: 2,00 (2,00-3,00)]. A dieta POF oferecida na fase perinatal e/ ou pós-desmame incrementou o ganho de peso (%) ao final do estudo (GPP=878,2±93,5%;GPC=871,7±102,9%; GCP=682,6±98,4%; GCC=678,28±91,69%), mas reduziu o peso do fígado (GPP=2,59±0,13g; GPC=2,94±0,31g; GCP=2,67±0,28g; GCC= 2,80±0,08g) e rins (GPP=0,31±0,02g; GPC=0,33±0,04g; GCP=0,30±0,01g; GCC=0,38±0,03g). Alteração na gordura visceral foi evidenciada em todos os grupos com dieta POF (GPP=16,06±1,57g; GPC=16,82±3,44g; GCP= 20,65±3,68g; GCC= 12,46±3,24g) e o GPP mostrou maior glicemia de jejum. A dieta POF causou maior agressão ao crescimento somático que ao desenvolvimento do sistema nervoso da prole e demonstrou aumento no depósito de gordura visceral, e, da glicemia se ingerida continuamente. Advisors/Committee Members: Nascimento, Elizabeth do, Castro, Raul Manhães de.

Subjects/Keywords: Saúde Pública; Gravidez; Lactação; Sistema nervoso; Bioquímica

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Carvalho, M. F. (2012). Dieta Experimental com Base nos Alimentos da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF)- 2002/2003 Durante Gestação e Lactação: Repercussões Sobre Desempenho Reprodutivo, Dimensões Corporais e Perfil Bioquímico de Filhotes. (Doctoral Dissertation). Universidade Federal de Pernambuco. Retrieved from https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12071

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Carvalho, Michelle Figueiredo. “Dieta Experimental com Base nos Alimentos da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF)- 2002/2003 Durante Gestação e Lactação: Repercussões Sobre Desempenho Reprodutivo, Dimensões Corporais e Perfil Bioquímico de Filhotes.” 2012. Doctoral Dissertation, Universidade Federal de Pernambuco. Accessed April 18, 2021. https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12071.

MLA Handbook (7th Edition):

Carvalho, Michelle Figueiredo. “Dieta Experimental com Base nos Alimentos da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF)- 2002/2003 Durante Gestação e Lactação: Repercussões Sobre Desempenho Reprodutivo, Dimensões Corporais e Perfil Bioquímico de Filhotes.” 2012. Web. 18 Apr 2021.

Vancouver:

Carvalho MF. Dieta Experimental com Base nos Alimentos da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF)- 2002/2003 Durante Gestação e Lactação: Repercussões Sobre Desempenho Reprodutivo, Dimensões Corporais e Perfil Bioquímico de Filhotes. [Internet] [Doctoral dissertation]. Universidade Federal de Pernambuco; 2012. [cited 2021 Apr 18]. Available from: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12071.

Council of Science Editors:

Carvalho MF. Dieta Experimental com Base nos Alimentos da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF)- 2002/2003 Durante Gestação e Lactação: Repercussões Sobre Desempenho Reprodutivo, Dimensões Corporais e Perfil Bioquímico de Filhotes. [Doctoral Dissertation]. Universidade Federal de Pernambuco; 2012. Available from: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/12071

3. Lira, Maria Cládia Alheiros. Dieta Hipocalórica Durante a Gestação e/ou Lactação: Repercussões Sobre o Crescimento Somático, os Parâmetros Murinométricos e o Perfil Bioquímico de Ratos.

Degree: 2012, Universidade Federal de Pernambuco

O objetivo deste estudo foi avaliar as repercussões de uma dieta hipocalórica sem restrição quantitativa, oferecida às ratas durante a gestação e/ou lactação, sobre o crescimento somático, os parâmetros murinométricos e o perfil bioquímico da prole. Ratas Wistar foram divididas em 4 grupos (n=5/cada), de acordo com o tipo de dieta recebida durante a gestação e/ou lactação: C (controle - dieta normocalórica durante a gestação e lactação), H-G (dieta hipocalórica durante a gestação e normocalórica durante a lactação), H-L (dieta normocalórica durante a gestação e hipocalórica durante a lactação), H-GL (dieta hipocalórica durante a gestação e lactação). Durante a lactação, os filhotes machos foram avaliados quanto ao crescimento somático, à maturação das características físicas, à ontogênese dos reflexos e à evolução ponderal. Após o desmame, os filhotes receberam dieta padrão. Aos 150 dias, avaliou-se o Índice de Massa Corporal (IMC) e a Relação Abdôme-Tórax (RAT). Após o sacrifício, alguns órgãos foram pesados e o sangue foi coletado para análise de níveis séricos de glicose, triglicerídeo, colesterol total, HDL-c e VLDL-c. Ao desmame, os filhotes dos 3 grupos experimentais mostraram menor peso corporal (CL=46,96±1,01; H-GL=44,04±1,68; H-LL=32,70±1,31; H-GLL=36,83±1,01) e crescimento somático, mas a ontogênese dos reflexos e a maturação física não foram alteradas. Na vida adulta, o grupo H-GLL apresentou mais diferenças em relação ao controle, como menor peso corporal (CL=417,24±11,21; H-GL=426,60±7,64; H-LL=405,76±11,37; H-GLL=376,44±9,00), peso relativo do fígado (CL=3,223±0,054; H-GL=2,805±0,048; H-LL=3,097±0,084; H-GLL=2,767±0,044) e menores valores de triglicerídeo (CL=80,88±6,94; H-GL=52,43±2,68; H-LL=113,57±4,18; H-GLL=60,00±1,86), VLDL-c (CL=16,18±1,39; H-GL=10,49±0,54; H-LL=22,71±0,84; H-GLL=12,00±0,37) e glicemia (CL=122,69±3,14; H-GL=121,25±3,91; H-LL=77,70±3,00; H-GLL=87,49±3,88). Este grupo também mostrou menor peso corporal, IMC (CL=0,67±0,01; H-GL=0,72±0,02; H-LL=0,66±0,01; H-GLL=0,67±0,01), glicemia e peso relativo da gordura (CL=2,533±0,187; H-GL=2,976±0,152; H-LL=2,766±0,259; H-GLL=2,120±0,095) do que o grupo H-GL. Os grupos H-GL e H-LL apresentaram maior recuperação dos parâmetros avaliados, diferindo apenas quanto à bioquímica do sangue. A dieta hipocalórica sem restrição quantitativa mostrou-se um modelo alternativo de desnutrição energética com repercussões mais brandas que os modelos existentes por restrição alimentar, uma vez que não acarreta as alterações decorrentes da privação alimentar por longos períodos do dia. Advisors/Committee Members: Nascimento, Elizabeth do, Leandro, Carol Virgínia Góis.

Subjects/Keywords: Desnutrição; Dieta; Gestação; Lactação; Crescimento e Desenvolvimento; Ratos

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Lira, M. C. A. (2012). Dieta Hipocalórica Durante a Gestação e/ou Lactação: Repercussões Sobre o Crescimento Somático, os Parâmetros Murinométricos e o Perfil Bioquímico de Ratos. (Masters Thesis). Universidade Federal de Pernambuco. Retrieved from https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11752

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Lira, Maria Cládia Alheiros. “Dieta Hipocalórica Durante a Gestação e/ou Lactação: Repercussões Sobre o Crescimento Somático, os Parâmetros Murinométricos e o Perfil Bioquímico de Ratos.” 2012. Masters Thesis, Universidade Federal de Pernambuco. Accessed April 18, 2021. https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11752.

MLA Handbook (7th Edition):

Lira, Maria Cládia Alheiros. “Dieta Hipocalórica Durante a Gestação e/ou Lactação: Repercussões Sobre o Crescimento Somático, os Parâmetros Murinométricos e o Perfil Bioquímico de Ratos.” 2012. Web. 18 Apr 2021.

Vancouver:

Lira MCA. Dieta Hipocalórica Durante a Gestação e/ou Lactação: Repercussões Sobre o Crescimento Somático, os Parâmetros Murinométricos e o Perfil Bioquímico de Ratos. [Internet] [Masters thesis]. Universidade Federal de Pernambuco; 2012. [cited 2021 Apr 18]. Available from: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11752.

Council of Science Editors:

Lira MCA. Dieta Hipocalórica Durante a Gestação e/ou Lactação: Repercussões Sobre o Crescimento Somático, os Parâmetros Murinométricos e o Perfil Bioquímico de Ratos. [Masters Thesis]. Universidade Federal de Pernambuco; 2012. Available from: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/11752

.