Advanced search options

Advanced Search Options 🞨

Browse by author name (“Author name starts with…”).

Find ETDs with:

in
/  
in
/  
in
/  
in

Written in Published in Earliest date Latest date

Sorted by

Results per page:

Sorted by: relevance · author · university · dateNew search

You searched for +publisher:"Universidade Federal de Pernambuco" +contributor:("MORAES NETO, Fernando Ribeiro de"). Showing records 1 – 2 of 2 total matches.

Search Limiters

Last 2 Years | English Only

No search limiters apply to these results.

▼ Search Limiters

1. GADELHA, Patricia Sampaio. Prevalência das Alterações do Escore de Cálcio das Artérias Coronárias em Pacientes em Pré-operatório de Cirurgia Bariátrica.

Degree: 2013, Universidade Federal de Pernambuco

Obesidade, diabetes mellitus tipo 2 (DM 2), hipertensão arterial sistêmica (HAS) e dislipidemia são importantes fatores causais de doenças cardiovasculares, em especial de doença arterial coronariana. Pacientes obesos graves com indicação de cirurgia bariátrica constituem uma população potencialmente mais exposta a esse risco. O escore de cálcio de artérias coronárias (CAC) é um importante preditor de doença coronariana além dos fatores de risco tradicionais, entretanto o seu comportamento nessa população específica ainda carece de investigações. O objetivo do estudo foi determinar a prevalência das alterações do exame de escore de cálcio das artérias coronárias em pacientes em pré-operatório de cirurgia bariátrica e estabelecer fatores preditores de risco para escores mais altos. Foi realizado estudo observacional transversal de 202 pacientes sem doença arterial coronária preexistente em préoperatório de cirurgia bariátrica que realizaram o exame de escore de cálcio de artérias coronárias por tomografia computadorizada de tórax sem contraste. Fatores de risco convencionais para doenças cardiovasculares foram medidos ou avaliados por questionário. Como resultados, CAC foi presente em 14.4% da amostra, com 26% dos homens tendo o exame alterado e 10.5% entre as mulheres. A média de idade dos indivíduos com exame alterado foi de 46.8 anos. Fatores que se associaram positivamente com valores de CAC alterados foram: idade maior, sexo masculino, presença de DM 2, hipercolesterolemia e HAS. Análise multivariada mostrou que idade (OR 1.11, 95% IC 1.06 – 1.17, p 0.001), sexo masculino (OR 4.17, 95% IC 1.52 – 11.47, p 0.006) e hipercolesterolemia (OR 6.21, 95% IC 1.81-21.29, p 0.004) foram as variáveis que mais se correlacionaram com a presença de escore de cálcio. Concluiu-se que pacientes obesos em pré-operatório de cirurgia bariátrica têm prevalência elevada de escore de cálcio alterado. Fatores de risco tradicionais contribuem para essa alteração e medidas de prevenção de risco são necessárias nessa população. Advisors/Committee Members: MORAES NETO, Fernando Ribeiro de, FERRAZ, Álvaro Antônio Bandeira.

Subjects/Keywords: Aterosclerose; Calcificação Vascular; Doença da Artéria Coronariana; Obesidade; Cirurgia Bariátrica

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

GADELHA, P. S. (2013). Prevalência das Alterações do Escore de Cálcio das Artérias Coronárias em Pacientes em Pré-operatório de Cirurgia Bariátrica. (Doctoral Dissertation). Universidade Federal de Pernambuco. Retrieved from https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10823

Chicago Manual of Style (16th Edition):

GADELHA, Patricia Sampaio. “Prevalência das Alterações do Escore de Cálcio das Artérias Coronárias em Pacientes em Pré-operatório de Cirurgia Bariátrica.” 2013. Doctoral Dissertation, Universidade Federal de Pernambuco. Accessed April 22, 2021. https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10823.

MLA Handbook (7th Edition):

GADELHA, Patricia Sampaio. “Prevalência das Alterações do Escore de Cálcio das Artérias Coronárias em Pacientes em Pré-operatório de Cirurgia Bariátrica.” 2013. Web. 22 Apr 2021.

Vancouver:

GADELHA PS. Prevalência das Alterações do Escore de Cálcio das Artérias Coronárias em Pacientes em Pré-operatório de Cirurgia Bariátrica. [Internet] [Doctoral dissertation]. Universidade Federal de Pernambuco; 2013. [cited 2021 Apr 22]. Available from: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10823.

Council of Science Editors:

GADELHA PS. Prevalência das Alterações do Escore de Cálcio das Artérias Coronárias em Pacientes em Pré-operatório de Cirurgia Bariátrica. [Doctoral Dissertation]. Universidade Federal de Pernambuco; 2013. Available from: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10823

2. Lordsleem, Andréa Bezerra de Melo da Silveira. Indicação de Revascularização Miocárdica em Pacientes Dialíticos com Distúrbios Minerais e Ósseos.

Degree: 2013, Universidade Federal de Pernambuco

Fundamento: Pacientes com doença renal crônica apresentam sinergismo entre os fatores de risco ateroscleróticos tradicionais e os emergentes, incluindo distúrbios do metabolismo mineral e ósseo (DMO). Com o desenvolvimento das terapias substitutivas renais, aumento na faixa etária dos pacientes e às epidemias de diabetes mellitos (DM) e obesidade, é previsto o aumento nas indicações para procedimentos de revascularização miocárdica (RM). Objetivos: Avaliação de parâmetros clínicos, laboratoriais, ecoDopplercardiográficos e cineangiocoronariográficos para diagnóstico de doença arterial coronariana (DAC) e indicação de RM em dialíticos com possíveis DMO. Métodos: Estudo descritivo das características clínico - epidemiológicas, laboratoriais e ecocardiográficas em grupo de pacientes dialíticos com indicação de cineangiocoronariografia, avaliando a associação com coronariopatia e indicação de RM. Resultados: dos 298 pacientes avaliados, 94 foram elegíveis, 57,4% homens, média de idade foi 53, 9 ± 10,1 anos, 95,7% em hemodiálise com mediana do tempo de diálise de 60,0 meses. O sintoma mais frequente na amostra total foi precordialgia em 39,3% dos pacientes. No ecoDopplercardiograma a fração de ejeção média foi 61,07±12,06% (n=84), a função diastólica foi normal em 16,9%, disfunção diastólica tipo I ocorreu em 63,9%, a tipo II em 12,0% e a tipo III em 7,2% dos pacientes. Na amostra, 50% (n=47, grupo A) apresentaram DAC e 50% (n=47, grupo B) não. No grupo A, 27,7% eram triarteriais, 12,8% uniarteriais e 9,6% biarteriais. A presença de DAC prévia (17,0% vs. 2,1%; p=0,003), calcificação parietal à cineangiocoronariografia (76,6% vs. 10,6%; p < 0,001) e o uso prévio de betabloqueadores (55,3% vs. 27,7%; p = 0,007) foram mais frequentes no grupo A. Na análise de subgrupo de pacientes sem DM e de revascularizáveis (DAC com indicação de procedimento cirúrgico ou percutâneo) a calcificação parietal persistiu significativamente mais frequente no grupo com DAC. Na análise multivariada no subgrupo sem DM, aqueles com disfunção diastólica tiveram aproximadamente 4 vezes mais chance de ter coronariopatia (OR 4,26 IC 1,03-23,55; p=0,048). As variáveis de pré-paratiroidectomia, níveis de cálcio e fósforo foram significativamente mais frequentes no grupo sem coronariopatia, quando comparados aos revascularizáveis. Indicação de RM ocorreu em alto percentual dos doentes com DAC (61,7%) e a indicação de cirurgia cardíaca ocorreu em 51,7% dos revascularizáveis. Conclusões: DAC prévia, uso prévio de betabloqueadores e calcificação parietal à cineangiocoronariografia apresentaram frequências significativamente maiores nos coronariopatas. Indicação de RM ocorreu em alto percentual dos pacientes com DAC (61,7%). A presença de disfunção diastólica ao ecoDopplercardiograma em repouso foi o único preditor independente para DAC na análise dos pacientes sem DM. Advisors/Committee Members: Moraes Neto, Fernando Ribeiro de, Markman Filho, Brivaldo.

Subjects/Keywords: Doença das coronárias; Insuficiência renal crônica; Ecocardiografia; Hiperparatireoidismo; Revascularização miocárdica

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Lordsleem, A. B. d. M. d. S. (2013). Indicação de Revascularização Miocárdica em Pacientes Dialíticos com Distúrbios Minerais e Ósseos. (Doctoral Dissertation). Universidade Federal de Pernambuco. Retrieved from https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10808

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Lordsleem, Andréa Bezerra de Melo da Silveira. “Indicação de Revascularização Miocárdica em Pacientes Dialíticos com Distúrbios Minerais e Ósseos.” 2013. Doctoral Dissertation, Universidade Federal de Pernambuco. Accessed April 22, 2021. https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10808.

MLA Handbook (7th Edition):

Lordsleem, Andréa Bezerra de Melo da Silveira. “Indicação de Revascularização Miocárdica em Pacientes Dialíticos com Distúrbios Minerais e Ósseos.” 2013. Web. 22 Apr 2021.

Vancouver:

Lordsleem ABdMdS. Indicação de Revascularização Miocárdica em Pacientes Dialíticos com Distúrbios Minerais e Ósseos. [Internet] [Doctoral dissertation]. Universidade Federal de Pernambuco; 2013. [cited 2021 Apr 22]. Available from: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10808.

Council of Science Editors:

Lordsleem ABdMdS. Indicação de Revascularização Miocárdica em Pacientes Dialíticos com Distúrbios Minerais e Ósseos. [Doctoral Dissertation]. Universidade Federal de Pernambuco; 2013. Available from: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/10808

.