Advanced search options

Advanced Search Options 🞨

Browse by author name (“Author name starts with…”).

Find ETDs with:

in
/  
in
/  
in
/  
in

Written in Published in Earliest date Latest date

Sorted by

Results per page:

Sorted by: relevance · author · university · dateNew search

You searched for +publisher:"Universidade Federal de Minas Gerais" +contributor:("Antonio Benedito Marangone Camargo"). Showing records 1 – 3 of 3 total matches.

Search Limiters

Last 2 Years | English Only

No search limiters apply to these results.

▼ Search Limiters

1. Laura de Almeida Botega. Distribuição espacial das internações hospitalares realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Minas Gerais, 2002: deslocamentos populacionais e tipos de procedimentos.

Degree: 2005, Universidade Federal de Minas Gerais; UFMG

Exportado OPUS

Made available in DSpace on 2019-08-13T00:30:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 laura_de_almeida_botega.pdf: 12526755 bytes, checksum: 4becdbad95e7f1d04ce4ddbfe85747bf (MD5) Previous issue date: 13

No Brasil, o sistema público de saúde vem passando por diversas mudanças desde o final da década de 80, que objetivaram sua descentralização e regionalização. Este trabalho analisa a utilização dos serviços de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) e o acesso ao mesmo neste contexto de regionalização. Esta análise é feita através da descrição e mapeamento dos fluxos de pacientes e das distâncias médias por eles percorridas para obter internação hospitalar que exigem procedimentos de alta e média complexidade, estratégicos e psiquiátricos, no estado de Minas Gerais, no ano de 2002. A base de dados utilizada foi a das Autorizações de Internações Hospitalares (AIHs) e a regionalização adotada foi a proposta pelo Plano Diretor de Regionalização de Minas Gerais de 2003/2006 (PDR - MG 2003/2006), que subdivide o estado de Minas Gerais em macrorregiões e microrregiões de saúde, para efeito de planejamento de saúde. Este planejamento da disposição espacial dos serviços de saúde deve contemplar a necessidade de se construir um sistema o mais eqüitativo e eficiente possível. A equidade e a eficiência, no entanto, representam objetivos conflitantes, uma vez que, em determinados casos, para a obtenção de economias de escala é preciso que os serviços estejam concentrados em determinadas localidades. Os resultados apontam para a necessidade de que a regionalização proposta pelo PDR-MG 2003/2006 seja revista, uma vez que, em algumas macrorregiões de saúde, não parece haver resolubilidade dos seus serviços de saúde, seus pacientes residentes têm de percorrer elevadas distâncias para obterem o serviço de saúde necessário, principalmente nos atendimentos (internações) de alta complexidade, que se encontram concentrados em alguns municípios. Por exemplo, a macrorregião Jequitinhonha, que concentra parcela da população mais carente do estado, além de apresentar malha viária precária, não registrou qualquer internação para procedimento de alta complexidade em 2002. Cerca de 95% da demanda da população residente naquela macrorregião foi suprida por atendimentos realizados na macrorregião Centro, especialmente no município de Belo Horizonte. Já os atendimentos (internações) por procedimentos de média complexidade se apresentam mais bem distribuídos no território de Minas Gerais, com os pacientes percorrendo menores distâncias. Embora não tenham sido apresentados dados relativos à qualidade da malha viária, sabe-se que em Minas Gerais ela é mais precária exatamente nas regiões que encaminham os maiores percentuais de seus pacientes, aduzindo complexidade adicional à consideração tão somente das distâncias percorridas. Assim, é importante que a discussão do processo de regionalização incorpore, também, a análise de outros fatores socioeconômicos e de aspectos da atenção básica, para que ele não implique na consolidação ou…

Advisors/Committee Members: Roberto do Nascimento Rodrigues, Monica Viegas Andrade, Carla Jorge Machado, Antonio Benedito Marangone Camargo.

Subjects/Keywords: SUS; Serviços de saúde; Economia da saúde Minas Gerais; Sistema Único de Saúde (Brasil); Serviços de saúde Minas Gerais

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Botega, L. d. A. (2005). Distribuição espacial das internações hospitalares realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Minas Gerais, 2002: deslocamentos populacionais e tipos de procedimentos. (Masters Thesis). Universidade Federal de Minas Gerais; UFMG. Retrieved from http://hdl.handle.net/1843/MCCR-6W9NTR

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Botega, Laura de Almeida. “Distribuição espacial das internações hospitalares realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Minas Gerais, 2002: deslocamentos populacionais e tipos de procedimentos.” 2005. Masters Thesis, Universidade Federal de Minas Gerais; UFMG. Accessed April 22, 2021. http://hdl.handle.net/1843/MCCR-6W9NTR.

MLA Handbook (7th Edition):

Botega, Laura de Almeida. “Distribuição espacial das internações hospitalares realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Minas Gerais, 2002: deslocamentos populacionais e tipos de procedimentos.” 2005. Web. 22 Apr 2021.

Vancouver:

Botega LdA. Distribuição espacial das internações hospitalares realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Minas Gerais, 2002: deslocamentos populacionais e tipos de procedimentos. [Internet] [Masters thesis]. Universidade Federal de Minas Gerais; UFMG; 2005. [cited 2021 Apr 22]. Available from: http://hdl.handle.net/1843/MCCR-6W9NTR.

Council of Science Editors:

Botega LdA. Distribuição espacial das internações hospitalares realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Minas Gerais, 2002: deslocamentos populacionais e tipos de procedimentos. [Masters Thesis]. Universidade Federal de Minas Gerais; UFMG; 2005. Available from: http://hdl.handle.net/1843/MCCR-6W9NTR

2. Antonio Gelson de Oliveira Nascimento. Evolução do impacto das mortes por causas violentas na esperança de vida da população de Manaus entre 1980 e 2009.

Degree: 2011, Universidade Federal de Minas Gerais; UFMG

Exportado OPUS

Made available in DSpace on 2019-08-11T16:15:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_antonio_gelson_de_o._nascimento_2011.pdf: 2427061 bytes, checksum: 3c585cf30b96cb124193fcbeab904b1e (MD5) Previous issue date: 15

Este trabalho tem como objetivo analisar a evolução do impacto das mortes por causas violentas na esperança de vida da população de Manaus entre 1980 e 2009. Para isto, foram utilizados os dados de mortalidade por causas externas do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), desagregados por sexo, idade e subgrupos de causas, tais como: homicídios com arma de fogo, homicídios sem arma de fogo, acidentes de transporte e demais causas externas. Inicialmente foi feita uma análise descritiva dos dados utilizando-se taxas de mortalidade padronizadas, segundo a idade, sexo e subgrupos de causas. Em seguida, para avaliar a evolução do impacto das mortes violentas na esperança de vida, foram construídas tábuas de mortalidade padrão e de múltiplo decremento. Além disso, foi utilizada a metodologia de anos de vida perdidos desenvolvida por Arriaga para avaliar o impacto das mortes violentas nos grupos etários e, por fim, foi desenvolvido um exercício de ajuste dos anos de vida perdidos, flexibilizando o pressuposto de mortalidade nula entre as idades, utilizando-se um conjunto de probabilidades de morte brutas e líquidas para observar possíveis alterações nos anos de vida perdidos. Os resultados da evolução do impacto das mortes violentas mostraram que, entre 1980 e 2009, os homens sofreram as maiores perdas de anos de vida, que as agressões, principalmente aquelas consumadas com a utilização das armas de fogo, nos últimos dez anos, vêm aumentando seu poder de deterioração na esperança de vida masculina, com maior magnitude nas idades entre 15 e 34 anos. Para as mulheres foram as mortes por acidentes de transportes, por todo o período estudado, que causaram as maiores perdas de anos de vida e, ao contrário dos homens as agressões sem a utilização de armas de fogo produziram os maiores impactos na esperança de vida feminina. Os resultados do ajuste dos anos de vida perdidos não alteraram o padrão de mortalidade, porém houve uma significativa mudança de nível dos anos de vida perdidos pelas mortes violentas.

This paper aims to analyze the evolution of the impact of violent deaths on life expectancy of the population of Manaus (Brazil) from 1980 to 2009. For this, it was used data on mortality by sex, age and subgroups of causes (such as homicides involving firearms, homicides without using firearm and accidents of transport) from the Brazilian Ministry of Health Mortality Information System (SIM). A descriptive analysis was undertaken based on standardized mortality rates, by age, sex and sub-groups of external causes of deaths. To evaluate the impact of violent deaths on life expectancy, standard and multiple decrement mortality tables were constructed. In addition, it was used the methodology of life years lost proposed by Arriaga, to assess the impact of violent deaths in the age…

Advisors/Committee Members: Roberto do Nascimento Rodrigues, Carla Jorge Machado, Pery Teixeira, Antonio Benedito Marangone Camargo, Duval Magalhães Fernandes, Edwan Fernandes Fiorane.

Subjects/Keywords: Mortes violentas; Anos de vida perdidos; Esperança de vida; Mortalidade por causas externas; Agressões intencionais; Manaus; Violência urbana Manaus (AM) 1980-2009; Expectativa de vida Manaus (AM) 1980-2009; Demografia; Mortalidade Manaus (AM) 1980-2009

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Nascimento, A. G. d. O. (2011). Evolução do impacto das mortes por causas violentas na esperança de vida da população de Manaus entre 1980 e 2009. (Doctoral Dissertation). Universidade Federal de Minas Gerais; UFMG. Retrieved from http://hdl.handle.net/1843/AMSA-8GJNDD

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Nascimento, Antonio Gelson de Oliveira. “Evolução do impacto das mortes por causas violentas na esperança de vida da população de Manaus entre 1980 e 2009.” 2011. Doctoral Dissertation, Universidade Federal de Minas Gerais; UFMG. Accessed April 22, 2021. http://hdl.handle.net/1843/AMSA-8GJNDD.

MLA Handbook (7th Edition):

Nascimento, Antonio Gelson de Oliveira. “Evolução do impacto das mortes por causas violentas na esperança de vida da população de Manaus entre 1980 e 2009.” 2011. Web. 22 Apr 2021.

Vancouver:

Nascimento AGdO. Evolução do impacto das mortes por causas violentas na esperança de vida da população de Manaus entre 1980 e 2009. [Internet] [Doctoral dissertation]. Universidade Federal de Minas Gerais; UFMG; 2011. [cited 2021 Apr 22]. Available from: http://hdl.handle.net/1843/AMSA-8GJNDD.

Council of Science Editors:

Nascimento AGdO. Evolução do impacto das mortes por causas violentas na esperança de vida da população de Manaus entre 1980 e 2009. [Doctoral Dissertation]. Universidade Federal de Minas Gerais; UFMG; 2011. Available from: http://hdl.handle.net/1843/AMSA-8GJNDD

3. Fernanda Goncalves Rodrigues. Médicos em Minas Gerais: projeções para o período 2010-2020.

Degree: 2008, Universidade Federal de Minas Gerais; UFMG

Exportado OPUS

Made available in DSpace on 2019-08-10T00:33:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 fernanda_gon_alves_rodrigues_5.pdf: 463875 bytes, checksum: 58654af86a8072d47512a34e0eb0612a (MD5) Previous issue date: 3

A disponibilidade futura de médicos em Minas Gerais é um dado importante para os planejadores de políticas públicas, gestores e empregadores desses profissionais, e, especialmente relevante para o Estado que apresenta um cenário de mudanças definido por três situações justificam a necessidade dessa informação: (i) o rápido envelhecimento da população; (ii) a expansão e fortalecimento do Sistema Único de Saúde; (iii) o crescimento vertiginoso das escolas médicas. Dessa forma o objetivo dessa dissertação é estimar o número de médicos, em Minas Gerais, para o período de 2010-2020.A partir dos dados do SIEM/CRM-MG (Sistema de Informação das Entidades Médicas) e de outros dados secundários estimou-se o estoque de médicos em 2005, considerando o fluxo de entrada e saída da atividade profissional, desde a oferta de vagas para os cursos de medicina até a emissão do registro pelo CRM-MG. Métodos demográficos indiretos permitiram validar os dados do SIEM, podendo concluir que este tipo de estatística contínua tem valioso potencial de análise demográfica.A projeção de profissionais médicos ativos por sexo e idade foi elaborada utilizando, como referência, o Método dos Componentes Demográficos e o modelo formulado por Goic (1999). A análise das componentes permite desenhar cenários que fornecem importantes subsidio para entender qual será a evolução futura do volume e composição por sexo e por idade dos médicos. Assim, se a expansão das escolas médicas continuar tal como tem acontecido nos últimos 10 anos, Minas Gerais poderá ter mais de 20 médicos para cada 10.000 habitantes em 2020, o que significa um incremento em torno de 60% no número de profissionais em relação ao ano base da projeção, 2005. Agora resta avaliar o quê significa para a sociedade dispor deste capital humano.

The future availability of physicians in Minas Gerais is important for the public-policy planners, managers and employers of these workers, and it is relevant to the state that presents a scenario of changes defined by three situations justified by the need for the information: (i) The fast ageing of the population, (ii) the expansion and strengthening of the SUS, (iii) the fast growth of medical schools. Thus the goal of this dissertation is estimating the number of physicians, in Minas Gerais, for the period 2010-2020.From the SIEM/ CRM-MG (Information System for Medical Entities) and other secondary datas the stock of physicians in 2005 was estimated, considering the flow of entry and exit of activity, since the supply of places to courses of the medicine until the issue of registration by CRM-MG. Demographic methods indirect helped validate the SIEM and may conclude that this type of statistical has valuable potential for demographic analysis.The projection of physicians by sex and age was drawn up using as reference, the…

Advisors/Committee Members: Ignez Helena Oliva Perpetuo, Laura Lidia Rodriguez de Espinoza, MARIA RIZONEIDE NEGREIROS DE ARAUJO, Antonio Benedito Marangone Camargo.

Subjects/Keywords: recursos humanos na saúde; médicos; Projeção de profissionais; Economia da saúde Minas Gerais; Médicos Minas Gerais Previsão 2010-2020; Recursos humanos na saúde Minas Gerais Previsão 2010-2020

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Rodrigues, F. G. (2008). Médicos em Minas Gerais: projeções para o período 2010-2020. (Masters Thesis). Universidade Federal de Minas Gerais; UFMG. Retrieved from http://hdl.handle.net/1843/AMSA-7LGNB5

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Rodrigues, Fernanda Goncalves. “Médicos em Minas Gerais: projeções para o período 2010-2020.” 2008. Masters Thesis, Universidade Federal de Minas Gerais; UFMG. Accessed April 22, 2021. http://hdl.handle.net/1843/AMSA-7LGNB5.

MLA Handbook (7th Edition):

Rodrigues, Fernanda Goncalves. “Médicos em Minas Gerais: projeções para o período 2010-2020.” 2008. Web. 22 Apr 2021.

Vancouver:

Rodrigues FG. Médicos em Minas Gerais: projeções para o período 2010-2020. [Internet] [Masters thesis]. Universidade Federal de Minas Gerais; UFMG; 2008. [cited 2021 Apr 22]. Available from: http://hdl.handle.net/1843/AMSA-7LGNB5.

Council of Science Editors:

Rodrigues FG. Médicos em Minas Gerais: projeções para o período 2010-2020. [Masters Thesis]. Universidade Federal de Minas Gerais; UFMG; 2008. Available from: http://hdl.handle.net/1843/AMSA-7LGNB5

.