Advanced search options

Advanced Search Options 🞨

Browse by author name (“Author name starts with…”).

Find ETDs with:

in
/  
in
/  
in
/  
in

Written in Published in Earliest date Latest date

Sorted by

Results per page:

Sorted by: relevance · author · university · dateNew search

You searched for +publisher:"Universidade Estadual Paulista" +contributor:("Marcati, Carmen Regina [UNESP]"). Showing records 1 – 2 of 2 total matches.

Search Limiters

Last 2 Years | English Only

No search limiters apply to these results.

▼ Search Limiters

1. Nascimento, Marcela Blagitz Ferraz do [UNESP]. Anatomia caulinar de Zanthoxylum rhoifolium Lam. (Rutaceae) e Moquiniastrum polymorphum (Less.) G. Sancho (Asteraceae) que ocorrem em Cerrado e Mata Atlântica.

Degree: 2017, Universidade Estadual Paulista

Avaliar a estrutura anatômica de plantas que crescem em diferentes ambientes é uma maneira de compreender como as plantas se adaptam às variações destes ambientes. Algumas destas adaptações influenciam no transporte de água e de fotoassimilados, na proteção dos tecidos internos, na força mecânica e na capacidade de armazenamento dos tecidos, que são funções associadas ao caule das plantas. Assim, neste trabalho, avaliamos a estrutura caulinar de duas espécies, Moquiniastrum polymorphum e Zanthoxylum rhoifolium que ocorrem simultaneamente em diferentes tipos vegetacionais: o cerrado sensu stricto, o cerradão, a floresta estacional semidecídua e a floresta ombrófila densa. Os três primeiros tipos vegetacionais têm um período de seca durante o ano, enquanto que na floresta ombrófila densa o regime pluviométrico é relativamente constante ao longo do ano. Os solos de cada local apresentam diferentes propriedades físicas e químicas e no cerrado sensu stricto o fogo é um fator ambiental que pode ocorrer naturalmente. Estes fatores podem influenciar a estrutura anatômica dos tecidos vegetais. Para a descrição anatômica coletamos amostras do caule (a 1,30 m do solo) contendo xilema secundário e casca, pelo método não destrutivo, de cinco indivíduos de cada tipo vegetacional, que foram processadas conforme técnicas usuais em anatomia da madeira. Para verificar as diferenças entre os tipos vegetacionais, nós comparamos as características anatômicas por meio de uma análise de variância. Em uma segunda abordagem dos dados, utilizando somente as características quantitativas do sistema vascular, xilema e floema secundários, realizamos uma análise componentes principais, para agrupar os indivíduos estudados e avaliar a similaridade entre os ambientes. Considerando o sistema vascular, em Z. rhoifolium, encontramos, no xilema, menor diâmetro de vasos e maior espessura da parede das fibras nos tipos vegetacionais onde há seca sazonal. Onde a disponibilidade de água é constante ao longo do ano, encontramos maior diâmetro de vasos e de tubos crivados. Isto indica que as células condutoras e de suporte nesta espécie parecem contribuir com a segurança do transporte de água onde há seca sazonal, e com a eficiência do transporte de água e de fotoassimilados onde a disponibilidade hídrica é constante. Em M. polymorphum, encontramos maior espessura da parede das fibras do xilema e maior altura e largura dos raios do xilema e do floema onde há seca sazonal. Estas características podem estar relacionadas à segurança do transporte de água durante os períodos de menor disponibilidade hídrica. Assim, verificamos que as espécies apresentam respostas distintas dos tipos celulares do sistema vascular conforme a disponibilidade de água dos ambientes, indicando adaptações particulares de cada espécie, no entanto, ambas parecem apresentar características que contribuem com a segurança do transporte de água onde há seca sazonal e eficiência no transporte onde o regime pluviométrico é relativamente constante ao longo do ano. Com a análise de agrupamento… Advisors/Committee Members: Marcati, Carmen Regina [UNESP], Universidade Estadual Paulista (UNESP).

Subjects/Keywords: Xilema secundário; Floema secundário; Periderme; Anatomia ecológica; Sazonalidade pluviométrica; Secondary xylem; Secondary phloem; Periderm; Ecological anatomy; Seasonal rainfall

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Nascimento, M. B. F. d. [. (2017). Anatomia caulinar de Zanthoxylum rhoifolium Lam. (Rutaceae) e Moquiniastrum polymorphum (Less.) G. Sancho (Asteraceae) que ocorrem em Cerrado e Mata Atlântica. (Thesis). Universidade Estadual Paulista. Retrieved from http://hdl.handle.net/11449/148945

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Nascimento, Marcela Blagitz Ferraz do [UNESP]. “Anatomia caulinar de Zanthoxylum rhoifolium Lam. (Rutaceae) e Moquiniastrum polymorphum (Less.) G. Sancho (Asteraceae) que ocorrem em Cerrado e Mata Atlântica.” 2017. Thesis, Universidade Estadual Paulista. Accessed September 21, 2019. http://hdl.handle.net/11449/148945.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

MLA Handbook (7th Edition):

Nascimento, Marcela Blagitz Ferraz do [UNESP]. “Anatomia caulinar de Zanthoxylum rhoifolium Lam. (Rutaceae) e Moquiniastrum polymorphum (Less.) G. Sancho (Asteraceae) que ocorrem em Cerrado e Mata Atlântica.” 2017. Web. 21 Sep 2019.

Vancouver:

Nascimento MBFd[. Anatomia caulinar de Zanthoxylum rhoifolium Lam. (Rutaceae) e Moquiniastrum polymorphum (Less.) G. Sancho (Asteraceae) que ocorrem em Cerrado e Mata Atlântica. [Internet] [Thesis]. Universidade Estadual Paulista; 2017. [cited 2019 Sep 21]. Available from: http://hdl.handle.net/11449/148945.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Council of Science Editors:

Nascimento MBFd[. Anatomia caulinar de Zanthoxylum rhoifolium Lam. (Rutaceae) e Moquiniastrum polymorphum (Less.) G. Sancho (Asteraceae) que ocorrem em Cerrado e Mata Atlântica. [Thesis]. Universidade Estadual Paulista; 2017. Available from: http://hdl.handle.net/11449/148945

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

2. Lara, Natália Oliveira Totti de [UNESP]. Influência da disponibilidade hídrica, fotoperíodo e temperatura na atividade cambial em Cordiera concolor (Rubiaceae).

Degree: 2017, Universidade Estadual Paulista

Em ambientes tropicais, a disponibilidade hídrica é um dos principais fatores que interferem na atividade cambial das espécies vegetais. Estudos recentes, em campo, indicam também o comprimento do dia e a temperatura como sinalizadores importantes da atividade cambial nestas espécies. Este estudo experimental visa contribuir para o entendimento da influência dos fatores abióticos, água, comprimento do dia e temperatura, na atividade cambial em plantas com um ano de idade de Cordiera concolor (Cham.) Kuntze (Rubiaceae). A espécie, sempre-verde e arbustiva, é nativa, comum no cerrado paulista, e possui camadas de crescimento demarcadas por faixas marginais de parênquima axial. Realizamos dois experimentos (n=45 plantas cada um), sob regime hídrico controlado e sob comprimento do dia e temperatura naturais, um no início da primavera, quando o fotoperíodo aumenta de 11 para 12 horas e a temperatura média é de 19,9ºC e outro no final do verão, quando o fotoperíodo diminui de 12 horas para 11 horas e a temperatura média é de 23,9ºC, ambos durante cinco semanas. Cada experimento continha os mesmos três tratamentos hídricos, com 15 plantas cada, obtidos a partir de uma curva de retenção hídrica de solo de cerrado sensu stricto: saturação hídrica (21% de umidade), capacidade de campo (8% de umidade) e deficiência hídrica (3% de umidade). Ao final de cada semana, sorteamos três plantas de cada tratamento e coletamos a região mais desenvolvida do eixo caulinar. Obtivemos secções transversais e longitudinais tangenciais e radiais seriadas para análise da atividade cambial. Atribuímos presença/ausência da atividade cambial através da visualização de figuras mitóticas e paredes recém-formadas observadas na zona cambial. Para a avaliação das paredes recém-formadas, amostramos quinze fileiras sequenciais radiais na zona cambial e contamos todas as paredes recém-formadas localizadas nesta região. Analisamos os dados a partir de modelos lineares generalizados (GLM) o que nos permitiu observar que no início da primavera, independentemente da quantidade de água, a atividade cambial é intensificada com o aumento do fotoperíodo. No final do verão, a quantidade de água influencia na atividade cambial, onde observamos que (i) as plantas submetidas à saturação hídrica apresentaram atividade cambial que se prolongou ao longo das semanas; (ii) as plantas em capacidade de campo entraram em dormência ao longo das semanas e (iii) as plantas em deficiência hídrica apresentaram dormência cambial desde a primeira semana. A temperatura não foi um sinalizador importante para a atividade cambial em nenhum dos dois períodos. Adicionalmente observamos a formação e a diferenciação das células parenquimáticas que compõem a faixa marginal no início do período de atividade cambial, sendo esta, portanto, inicial. Concluímos que a disponibilidade hídrica não influencia a atividade cambial no período em que o comprimento do dia aumenta ao longo das semanas. Já, no período em que o comprimento do dia diminui, a água tem maior influência nas plantas, modificando… Advisors/Committee Members: Marcati, Carmen Regina [UNESP], Silva, Magali Ribeiro da [UNESP], Universidade Estadual Paulista (UNESP).

Subjects/Keywords: Cerrado; Câmbio vascular; Comprimento do dia; Regime hídrico controlado; Temperatura

Record DetailsSimilar RecordsGoogle PlusoneFacebookTwitterCiteULikeMendeleyreddit

APA · Chicago · MLA · Vancouver · CSE | Export to Zotero / EndNote / Reference Manager

APA (6th Edition):

Lara, N. O. T. d. [. (2017). Influência da disponibilidade hídrica, fotoperíodo e temperatura na atividade cambial em Cordiera concolor (Rubiaceae). (Thesis). Universidade Estadual Paulista. Retrieved from http://hdl.handle.net/11449/147072

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Chicago Manual of Style (16th Edition):

Lara, Natália Oliveira Totti de [UNESP]. “Influência da disponibilidade hídrica, fotoperíodo e temperatura na atividade cambial em Cordiera concolor (Rubiaceae).” 2017. Thesis, Universidade Estadual Paulista. Accessed September 21, 2019. http://hdl.handle.net/11449/147072.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

MLA Handbook (7th Edition):

Lara, Natália Oliveira Totti de [UNESP]. “Influência da disponibilidade hídrica, fotoperíodo e temperatura na atividade cambial em Cordiera concolor (Rubiaceae).” 2017. Web. 21 Sep 2019.

Vancouver:

Lara NOTd[. Influência da disponibilidade hídrica, fotoperíodo e temperatura na atividade cambial em Cordiera concolor (Rubiaceae). [Internet] [Thesis]. Universidade Estadual Paulista; 2017. [cited 2019 Sep 21]. Available from: http://hdl.handle.net/11449/147072.

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

Council of Science Editors:

Lara NOTd[. Influência da disponibilidade hídrica, fotoperíodo e temperatura na atividade cambial em Cordiera concolor (Rubiaceae). [Thesis]. Universidade Estadual Paulista; 2017. Available from: http://hdl.handle.net/11449/147072

Note: this citation may be lacking information needed for this citation format:
Not specified: Masters Thesis or Doctoral Dissertation

.